Ministério da Agricultura abre consulta pública sobre a atualização do Plano ABC+ | Agronegócios

0
18


O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) abriu consulta pública para a atualização do Plano de Agricultura de Baixo Carbono (ABC+), nesta terça-feira (31). As sugestões podem ser enviadas pelos interessados até 30 de setembro.

O projeto, que tem previsão para ser implementado até 2030, é uma continuidade do que esteve em vigor entre 2010 e 2020 e apresenta bases conceituais e os objetivos estratégicos para a promoção da agropecuária de baixa emissão de carbono no Brasil durante o período.

A princípio, a consulta estava prevista para julho e em setembro o plano já seria anunciado.

Entre as práticas que o Plano ABC+ deve promover juntamente aos agricultores estão a fixação biológica do nitrogênio; florestas plantadas; recuperação de pastagens degradadas; tratamento de dejetos animais; sistemas em integração nas modalidades integração lavoura-pecuária-floresta, sistemas agroflorestais e sistema plantio direto.

Para participar da consulta é preciso fazer um cadastro neste link. O cidadão pode sugerir modificações em dois tópicos do projeto: “2.3. Metas do ABC+” e “2.5. Eixos Estratégicos do ABC+”. O ministério alerta que não serão aderidas propostas de exclusão ou inclusão do texto inicial.

O maior desafio do plano até 2030 é disseminar as práticas aos pequenos produtores e à agricultura familiar, disse a ministra Tereza Cristina em evento de lançamento do novo projeto em abril deste ano.

Segundo o governo, a nova política tem o objetivo de ampliar a adoção de práticas e tecnologias sustentáveis para melhoria da renda do produtor e o enfrentamento das mudanças climáticas.

Na próxima década, a intenção é promover a adaptação da agropecuária brasileira às mudanças do clima, mitigação das emissões dos gases do efeito estufa, com aumento de resiliência e eficiência dos sistemas produtivos por meio da gestão integrada da paisagem.

Emissões de CO2 na agropecuária

A agropecuária é considerada uma das grandes fontes de emissões de gases do efeito estufa no Brasil. Bois são emissores do gás carbônico porque, após comerem o capim, degradam a matéria orgânica dentro do estômago e acabam gerando o metano, que será liberado na atmosfera pelo seu arroto.

Não apenas os animais contribuem para a agropecuária ter o sinal vermelho para o aquecimento global. Há outros motivos, como as plantações alagadas, que liberam óxido nitroso dos fertilizantes nitrogenados.

VÍDEOS: tudo sobre agronegócios



Fonte: G1