Polícia Militar realiza operação com mais de 500 policiais em Curitiba nesta sexta-feira

0
61



A operação tem como foco levar à população mais segurança com atividades preventivas nos pontos com maior circulação de pessoas nos bairros da capital paranaense. Haverá abordagem a pessoas, veículos e estabelecimentos, na busca por armas, drogas, foragidos da justiça, entre outros ilícitos. A aplicação do policiamento é com base no estudo do Setor de Planejamento do 1º Comando Regional da PM (1º CRPM), que analisa criteriosamente a incidência de crimes para verificar quais ações podem ser feitas para atender a necessidade da comunidade.

O coronel da PM, Hudson, explica que a atuação foi planejada em cima do mapa do crime e que a data não foi escolhida ao acaso. “Cada batalhão fez o planejamento de sua atuação de acordo com o mapa do crime, já que o objetivo é atender as áreas com maiores índices de ocorrências. Sobre a data da operação, sexta-feira é um dia com índice de ocorrência muito alto e constatamos ainda que quando fazemos a operação nos dias que antecedem o final de semana, a tendência é que o sábado e domingo seja mais tranquilo”, disse o coronel, que esclareceu também o porquê do nome dado à operação.

“O nome ‘100’ é porque a ideia inicial era que saíssemos com no mínimo 100 viaturas, mas conseguimos sair com mais do que isso”, afirmou Hudson. Os policiais na Operação 100 são um efetivo de reforço, ou seja, a ação não trará prejuízos ao policiamento rotineira que atende a população pelo 190.

Efetivos do 12º, 13º, 20º e 23º Batalhões da Polícia Militar, que fazem o trabalho ostensivo diuturnamente, aplicam as equipes de Radiopatrulha, de Rondas Ostensivas Tático Móvel (ROTAM) e de Rondas Ostensivas com Aplicação de Motocicletas (ROCAM). Cada unidade atuará em sua área de atuação. O Regimento de Polícia Montada (RPMon) tem equipes hipomóveis em pontos estratégicos da cidade, assim como a Companhia Tático de Trânsito (COTAMOTRAN) do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), com blitze e operações para flagrar crimes de trânsito.

Para ampliar a presença da PM, os efetivos administrativo dos respectivos batalhões, incluindo do 1º CRPM, também estarão empenhados na operação para patrulhamento, abordagens e outras atividades. Módulos móveis da Companhia de Eventos também reforçam os trabalhos da operação 100, nos pontos base específicos na cidade já determinados pelo planejamento do 1º CRPM.