Homem usa identidade falsa, abre conta em banco e dá calote de R$ 130 mil

0
43



De acordo com as informações levantadas pela equipe de investigação, o homem, morador de Campinas/SP, abriu a conta bancária no mês de maio, utilizando indevidamente os dados de uma pessoa do Estado de São Paulo, que registrou boletim de ocorrência.

No momento da prisão, os investigadores encontraram com o suspeito a identidade falsa utilizada para abrir a conta bancária. Ele foi autuado em flagrante delito por estelionato consumado em continuidade delitiva e uso de documento falso, cujas penas máximas ultrapassam os 18 anos de reclusão.

Outro caso
A Polícia Civil também prendeu flagrante um homem de 40 anos, suspeito de fraudar compras de materiais de construção de uma loja de ferragens de Curitiba. Ele foi preso no bairro Águas Claras, em Campo Largo, no momento em que fazia uma entrega de 12 mil tijolos. O telefone celular que ele utilizava para negociar foi apreendido. O golpe pode ter chegado a R$ 10 mil.

Conforme a investigação, o suspeito já tinha recebido, desde o início do mês de julho, outras duas cargas de areia utilizando os dados de uma outra empresa. Os proprietários da empresa desconfiaram porque começaram a ser cobrados pela compra e registraram o boletim de ocorrência.

O suspeito responderá por estelionato consumado em continuidade delitiva e falsidade ideológica, cujas penas máximas ultrapassam os 12 anos de reclusão. Ambos os suspeitos continuam presos e estão à disposição da Justiça.