Cozinheiro do palácio e van paga com dinheiro público: os detalhes da festa de Cláudio Castro | Rio de Janeiro

0
15


O RJ2 foi até o local e apurou que havia um servidor que, nas redes sociais, se apresenta como cozinheiro do Palácio Guanabara (sede do governo que fica em Laranjeiras).

Além disso, conforme apurou a equipe de reportagem, outros funcionários do RJ foram à festa de 42 anos do chefe numa van paga com dinheiro público. O evento aconteceu num condomínio em Itaipava, Petrópolis, Região Serrana do estado.

Sobre o uso de funcionários do governo, Castro informou que convidou os funcionários, com quem já convive, para fazer o almoço e pagou do próprio bolso a diária a eles. Sobre a van, disse que o carro está sempre a serviço do governador e é usado como apoio pros seguranças.

Cláudio Castro explica festa de aniversário durante pausa emergencial

Cláudio Castro explica festa de aniversário durante pausa emergencial

O governador informou ainda que a casa foi alugada em setembro do ano passado pelo pai do governador. Em vídeo postado nas redes sociais, pediu desculpas pela festa, que chamou de almoço com familiares. “Realmente, alguns amigos acabaram aparecendo”, disse.

Na semana passada, em entrevista coletiva, Castro apelou para que a população respeitasse as normas mais rígidas contra o coronavírus, determinadas por ele próprio.

“Não é hora de fazermos festa. Tem muita gente morrendo, muita gente na fila de um hospital. Esse é um feriado pra nós ficarmos em casa”, disse.

Desde sexta-feira (26), o Rio de Janeiro está numa “pausa emergencial”. É uma paralisação para reduzir a circulação de pessoas e tentar diminuir o número de casos de Covid.

As imagens feitas pela TV Globo mostram vários carros na porta da casa do governador. Alguns são seguranças de Castro. Outros veículos são de convidados da festa.

Lá dentro, muitas pessoas sem máscara. Dá para contar um grupo de seis convidados, todos reunidos e se aglomerando. Parando a imagem, é possível notar pelo menos outras 12 pessoas.

Na cozinha do evento, vários funcionários trabalhavam sem máscara. Eles cozinhavam uma costela e também foi registrado um isopor com o nome do aniversariante: Cláudio Castro.

O RJ2 também apurou com vizinhos que a festa de família começou no sábado à tarde. No domingo, uma funcionária confirmou à produção da reportagem que a casa estava cheia.

“Tá muito cheio. Deixa eu falar, Dona Analine falou que se vocês quiserem ficar aqui, esperar, se quiser comer alguma coisa, é com vocês”, afirmou a mulher. Analine Castro é a esposa do governador.

Funcionários do governo trabalharam na festa

Na reunião particular de Castro também trabalharam funcionários do governo estadual. Dois homens que aparecem nas imagens são funcionários do Palácio Guanabara, pagos com dinheiro público.

Um deles é Aguinaldo Ferreira da Costa Júnior. Nas redes sociais, ele se apresenta como cozinheiro no Palácio Guanabara. Ele foi nomeado no estado em 23 de novembro do ano passado para o cargo de assistente da Secretaria estadual da Casa Civil.

O outro que aparece nas imagens é Breno de Souza Rodrigues. Ele é funcionário concursado do governo. O RJ2 apurou que eles foram à casa de Itaipava numa van alugada com dinheiro público.

Improbidade administrativa

A legislação federal indica que utilizar em obra ou serviço particular veículos, máquinas, equipamentos ou material de qualquer natureza, bem como o trabalho de servidores públicos, é ato de improbidade administrativa.

O uso de funcionários públicos para fins particulares também é vedado pelo código de conduta do governo do estado.

Cláudio Castro também desrespeitou as regras da Prefeitura de Petrópolis. Um decreto municipal estabeleceu que estavam suspensas, desde a semana passada, as festas e eventos de qualquer natureza, como casamentos, bodas e aniversários.

Em nota, a prefeitura local disse que mandou uma equipe para o endereço de Castro na noite de domingo, mas não havia mais movimentação. E acrescentou que o condomínio será intimado sobre a necessidade de cumprir os decretos de Petrópolis.

Cobrança e pedido de desculpas

Cobrado nas redes sociais por seguidores indignados com a postura do governador, Castro respondeu que, no domingo, almoçou com “alguns familiares dele e da esposa” por conta do aniversário. Ele negou que tenha havido festa.

Na versão do governador, foi apenas uma reunião com parentes. À tarde, nesta segunda-feira, o governador gravou um vídeo se desculpando pela realização da festa.

“Foi um almoço com os meus familiares, pessoas que já convivem comigo diariamente. Realmente, alguns amigos acabaram aparecendo. E eu queria pedir desculpa, reconhecer o erro e pedir desculpa para toda a população fluminense”, disse.



Fonte: G1