Oxigênio que vazou de carreta poderia atender 16 mil pacientes, segundo dono do transporte; carga ia para o DF | Região Serrana

0
20


O acidente foi registrado às 9h35, no km 96 da BR-040, no sentido Juiz de Fora. A pista foi completamente interditada.

A carreta transportava 16 mil m³ de oxigênio, que seriam levados para hospitais particulares do Distrito Federal. Ela havia saído de Brasília, no DF, em direção a Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, para abastecer oxigênio líquido em uma empresa alemã. O percurso era feito toda semana.

Caminhou tombou e deixou subida da Serra de Petrópolis interditada nesta segunda-feira (22) — Foto: Reprodução/Redes sociais

Logo após a carreta tombar, foi preciso esvaziar o tanque pelo risco de explosão e todo o oxigênio foi desperdiçado. Ainda de acordo com a empresa, o prejuízo é estimado em R$ 180 mil.

O motorista de 50 anos segue internado no hospital de Saracuruna, em Duque de Caxias. Não há informações sobre o estado de saúde dele. O ajudante, que também foi levado para o hospital, já foi liberado. Ele teve apenas cortes no rosto.

De acordo com a Concer, a subida da Serra de Petrópolis permanece totalmente interditada a partir do km 96, por recomendação de segurança do Grupamento de Operações com Produtos Perigosos (Gopp), do Corpo de Bombeiros, devido à continuação do vazamento de oxigênio do caminhão.

Ainda não há previsão de reabertura do trecho. Equipes da Concer, bombeiros e PRF permanecem no local.

Ainda de acordo com a Concer, na praça de pedágio do km 103, em Caxias, o motorista tem a opção de retornar para a pista sentido Rio.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui