Monitor do PIB da FGV sinaliza crescimento de 0,5% na atividade em janeiro | Economia

0
10


A economia brasileira cresceu 0,5% em janeiro deste ano na comparação com o mês anterior, na análise da série dessazonalizada, segundo o Monitor do PIB-FGV divulgado nesta quarta-feira (17).

No trimestre encerrado em janeiro, o crescimento foi de 2,4% na comparação com o trimestre encerrado em outubro de 2020. Considerando o comparativo interanual, a economia retraiu-se 0,8% em janeiro e 0,3% no trimestre móvel findo em janeiro.

“A economia inicia 2021 crescendo 0,5% em janeiro em comparação a dezembro; mesmo ritmo de crescimento que apresentou nos últimos três meses de 2020. Dentre as três grandes atividades econômicas (agropecuária, indústria e serviços), apenas a indústria apresentou retração”, diz Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB.

“Pela ótica da demanda, o consumo e a exportação também cresceram em janeiro e os investimentos e a importação retraíram devido ao expressivo crescimento que apresentaram em dezembro de 2020 em decorrência da importação de uma plataforma de exploração de petróleo com valor superior à importada em janeiro, o que afetou significativamente estes dois componentes”, acrescenta Considera.

IBC-Br sobe 1,04% em janeiro, segundo Banco Central

IBC-Br sobe 1,04% em janeiro, segundo Banco Central

O consumo das famílias diminuiu 2,9% no trimestre móvel findo em janeiro, em comparação ao mesmo período do ano anterior. O consumo de serviços é o grande responsável por esse desempenho negativo. Embora o consumo de serviços apresente uma taxa com trajetória ascendente, ainda se encontra em patamar negativo tendo recuado 5,4% no trimestre móvel findo em janeiro.

A formação bruta de capital fixo (FBCF) cresceu 16% no trimestre móvel encerrado em janeiro, em relação a um ano antes. O componente de máquinas e equipamentos teve expressivo avanço em dezembro de 2020 devido a importação de plataforma de exploração de petróleo, e esse resultado ainda se reflete na taxa trimestral móvel finda em janeiro.

Por esta razão, o componente de máquinas e equipamentos, que havia sido o que apresentou maior contribuição negativa para o desempenho da FBCF em 2020, inicia o ano de 2021 com crescimento trimestral, sendo o responsável pelo forte crescimento do componente.

A exportação cedeu 2,5% no trimestre móvel até janeiro, ante mesmo intervalo de 2020. A importação, por sua vez, apresentou expansão de 5,5% no mesmo intervalo. Este resultado positivo deve-se, principalmente, ao crescimento elevado dos bens de capital que foi impulsionado pela importação de plataformas em dezembro de 2020, o que se reflete também na taxa trimestral móvel finda em janeiro.

Além da importação dos bens de capital, o outro componente da importação que registrou aumento na taxa trimestral móvel finda em janeiro foi a importação dos bens intermediários.

Em termos monetários, estima-se que o PIB de janeiro de 2021, em valores correntes, foi de R$ 661,55 bilhões.

A taxa de investimento no mês de janeiro foi de 17,8%, na série a valores correntes da FGV. Este resultado mostra uma taxa de investimento acima da taxa de investimento média mensal considerando o período desde 2000 e desde 2015, nota a entidade.

Vídeos: Últimas notícias de economia



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui