Clima afeta cultivo do milho e previsão para a colheita de grãos cai | Agronegócios

0
12


A previsão para a colheita de grãos da safra 2020/2021 caiu 9,57 milhões de toneladas em relação à previsão de maio, para 262,13 milhões de toneladas. Ainda assim, o volume deverá ser recorde.

Essa queda se deve à diminuição de colheita do milho, o milho safrinha, por causa de uma redução da produtividade em função do baixo volume de chuvas entre abril e maio. O plantio do grão ocorreu ainda fora do período ideal por causa do atraso da colheita da soja, no início do ano.

Com isso, a estimativa é que a produção total do milho chegue a 96,4 milhões de toneladas, sendo 24,7 milhões de toneladas na primeira safra, 69,9 milhões na segunda e 1,7 milhão na terceira, uma redução de 6% sobre a produção de 2019/20.

Apesar disso, a colheita total de grãos deve ser 2% maior do que a safra 2019/2020, afirma Guilherme Ribeiro, diretor-presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), estatal responsável por gerir políticas agrícolas e garantir o abastecimento de alimentos à população do Brasil.

Com a colheita da soja encerrada, a produção é um novo recorde estimado em 135,86 milhões de toneladas, 8,8% superior à produção da safra 2019/20, o que representa um acréscimo de 11 milhões de toneladas. O resultado garante o Brasil na posição de maior produtor mundial da leguminosa.

Para o feijão, a Conab espera que a colheita se mantenha próxima a 3 milhões de toneladas. Com a produção de 3 safras ao longo do período analisado, apenas a primeira foi encerrada. A segunda ainda está sendo colhida e a terceira está em fase de semeadura.

Outro importante produto para os brasileiros, o arroz tem produção estimada em 11,6 milhões de toneladas, aumento de 4% frente ao volume produzido na safra anterior.

No caso das culturas de inverno, o plantio foi iniciado em abril e intensificado em maio. Destaque para o trigo, produto no qual as estimativas preliminares indicam uma área plantada de 2,5 milhões de hectares e uma produção de 6,94 milhões de toneladas.

VÍDEOS: tudo sobre o agronegócio



Fonte: G1