Bolsas da Europa fecham em queda, com temores sobre a pandemia | Economia

0
15


As bolsas europeias fecharam em queda nesta quarta-feira (30), com os temores sobre o agravamento da pandemia de Covid-19 suplantando o otimismo com a aprovação da vacina desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, na região.

  • O Stoxx Europe 600 fechou em queda de 0,34%, a 400,25 pontos.
  • O FTSE 100, índice de referência da bolsa de Londres, recuou 0,71%, a 6.555,82 pontos.
  • O DAX, de Frankfurt, caiu 0,31%, a 13.718,78 pontos.
  • O CAC 40, de Paris, cedeu 0,22%, a 5.599,41 pontos.
  • O FTSE MIB fechou em queda de 0,12%, a 22.232,90 pontos.
  • O Ibex 35, de Madri, recuou 0,25%, a 8.154,40 pontos.

Além dos estímulos fiscais, o otimismo entre os investidores é alimentado também pela notícia de que o Reino Unido aprovou, hoje, o uso da vacina contra o novo coronavírus produzida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. Esta é a terceira vacina desenvolvida no Ocidente a receber aprovação para uso em emergência neste mês, e ocorre à medida que os casos aumentam drasticamente nos EUA e na Europa.

“A vacina da AstraZeneca, em especial, é muito importante, muito mais do que qualquer outra vacina em nível global”, disse Hani Redha, gerente de portfólio multimercados da PineBridge Investments. “Só o número de doses disponíveis e o fato de que a sua distribuição é mais fácil, especialmente em países em desenvolvimento, faz com que ela seja muito importante”, explica.

Ao contrário da vacina desenvolvida pela Pfizer, que precisa ser armazenada a -70°C, a da AstraZeneca pode ser transportada em uma geladeira convencional, facilitando a distribuição. A vacina britânica também é mais barata do que a sua contraparte americana.

Os índices acionários, porém, fecharam em terreno negativo, com as notícias de que a Alemanha pretende estender o fechamento da sua economia e de que partes do Reino Unido elevaram o “lockdown” a nível quatro (o mais elevado) mais do que compensando o bom humor com a aprovação da vacina.

Vídeos: Últimas notícias de economia



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui