Prefeito de Barra Mansa é notificado por comissão da Câmara responsável pelo processo impeachment

    0
    21



    Agora, Rodrigo Drable tem 10 dias para apresentar defesa. Chefe do executivo municipal chegou a ser afastado do cargo após acusação de corrupção. Prefeito de Barra Mansa tem até 10 dias para apresentar defesa em processo de impeachment
    A Comissão de Investigação e Processante da Câmara de Vereadores de Barra Mansa, RJ, responsável pelo processo de pedido de impeachment de Rodrigo Drable (DEM), enviou nesta quarta-feira uma notificação ao prefeito.
    Ele é suspeito de ter participação em um suposto esquema de compras de votos para aprovação das contas públicas da cidade. Agora, o chefe do poder executivo de Barra Mansa tem 10 dias para apresentar defesa no processo de impeachment após a notificação.
    A Comissão Processante tem um prazo e 90 dias para concluir todo o processo. Por meio de nota, Rodrigo Drable, que continua no cargo, informou que está “à disposição da comissão”.
    Investigado por suspeita de corrupção
    Prefeito Rodrigo Drable
    Reprodução/Redes Sociais
    Rodrigo Drable chegou a ser afastado do cargo de prefeito de Barra Mansa, mas retornou após liminar do Supremo Tribunal Federal, no último dia 31. Ele é investigado por um suposto esquema de pagamento de propina para que vereadores votassem a favor da aprovação das contas públicas referentes ao ano de 2018.
    Em um vídeo encaminhado junto com a denúncia feita ao Ministério Público, ele aparece oferecendo R$ 30 mil ao vereador Gilmar Lélis.
    Na manhã do dia 14 de julho, agentes do Ministério Público do Rio de Janeiro e policiais civis cumpriram mandados de busca e apreensão na prefeitura, na casa do prefeito e em outros três endereços ligados a pessoas suspeitas de fazerem parte do esquema, entre eles, o presidente da Câmara, Paulo Afonso Sales Moreira da Silva, o Paulo Chuchu, do Democratas, e o vereador Zélio Resende Barbosa, o Zélio Show, do PRTB, que aparece no vídeo. Todos foram afastados dos cargos.
    Na quarta-feira (29), foi aprovada a abertura do processo de impeachment contra o prefeito. A votação aconteceu durante a primeira sessão realizada na Câmara Municipal após o afastamento de Rodrigo.
    Foram 14 votos a favor da abertura do processo de impeachment e duas abstenções. O pedido de impeachment foi feito pelo vereador Marcell Castro.


    Fonte: G1

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui