Valvidia aprova Sampaoli no Palmeiras e revela desejo de voltar ao Brasil

62

Jorge Valdivia, atualmente meio-campista do Colo Colo, falou nesta quarta-feira (4) sobre a possível chegada de Jorge Sampaoli ao Palmeiras. Treinador pelo argentino na seleção chilena, o armador aprovou o nome do técnico. Em entrevista ao “Grupo Globo”, o experiente jogador também falou sobre a vontade de voltar a atuar no Brasil.

Jorge Sampaoli, comandante do Santos, é a prioridade da diretoria palmeirense após a demissão de Mano Menezes, no último domingo. De acordo com Valdivia, o treinador tem o perfil que o Verdão busca para a temporada 2020 e é extremamente capacitado para lidar com a pressão de conduzir o Alviverde.

“Eu sempre falei que ele é um dos melhores com quem eu trabalhei. Nesta lista tem Luxemburgo, Bielsa e Pablo Guede, treinador que eu conheci no Colo-Colo. O Sampaoli é um cara que trabalha muito, detalhista, profissional. Sabe lidar com pressão, afrontar uma situação difícil, como convencer o jogador a jogar do jeito que ele quer. Além de ele trabalhar bem, é também uma pessoa que pode trocar uma ideia com o jogador”, disse.

“Ele se daria muito bem porque conhece bem o futebol brasileiro e os jogadores, mas não sei qual é o pensamento dele. Ele pode levar alegria ao torcedor. Conhece futebol, o país, o Palmeiras, os jogadores. É capacitado para bater no peito e sair jogando, porque foi treinador do Chile, da Argentina, treinou na Espanha. Pressão para ele não acho que seja uma questão que possa atrapalhar, caso o presidente do Palmeiras for adiante e contratar. Poderia encaixar muito bem na família palmeirense”, continuou Valdivia.

Valdivia revelou, inclusive, que recomendou Sampaoli ao Palmeiras quando atuava no time paulista, em 2012. O presidente do clube da época, Arnaldo Tironi, não teria chegado a um acordo com o técnico.

“Certeza que o Sampaoli vai escolher a melhor opção. Eu tenho certeza que ele conhece bem o Palmeiras, porque quando eu estava no clube, se não me engano em 2012… Me lembro que o presidente era o Tirone, e ele quis o Sampaoli. Até passei o contato do Sampaoli, acho que chegaram a conversar, mas no final acabou não dando certo”, falou.

Vai voltar para o Verdão?

Sem renovar o seu contrato com o Colo Colo e com vínculo somente até o final de 2019, Valdivia também afirmou que deseja voltar ao Palmeiras, mas que o retorno não depende apenas de sua vontade.

“Você sempre quer trabalhar com os melhores, com o treinador que passe experiência, confiança, que você entenda a mensagem dele. Ele (Sampaoli) é um desses treinadores. Eu citei o Vanderlei porque é um cara muito certo e claro na hora de posicionar os times, buscar o resultado. Mas não depende de mim e da minha vontade. Claro que pelo carinho que eu sinto pelo clube, pelos anos que eu passei no clube, conhecendo a cidade, o Sampaoli, o Palmeiras… Claro que você gostaria de trabalhar em ambientes bons”, começou.

“Já que você me perguntou da possibilidade de trabalhar de novo no Palmeiras, todo mundo gostaria. Não somente eu. Mesmo se não fosse o Sampaoli, é claro que eu gostaria de um dia voltar para o Palmeiras. Um dia não, né? Porque daqui dois anos, um ano e meio, já era para mim (risos)”, completou.

“Quando confirmaram a saída do Mattos invadiram as redes sociais falando que agora poderia voltar. Mas na verdade não é assim também. Primeiro é um posicionamento do clube, depois tem de respeitar a opinião do treinador e logo conversar com o treinador. Embora tenha saído o diretor de futebol, o clube tem de querer. Não posso eu ficar falando que quero voltar porque não é assim”, reforçou.


Fonte: Jovem Pan