Terry Jones, do Monty Python: o ás do humor britânico

5


A Vida de Brian, filme lançado em 1979, está em nove das dez listas das comédias mais engraçadas de todos os tempos. A obra-prima do grupo britânico Monty Python, sátira ao tempo de Jesus Cristo, foi dirigida por Terry Jones, um dos seis membros do bando, talvez o mais cerebral, irônico e inventivo. No longa, um de seus vários papéis é o de Mandy Cohen, a mãe de Brian, o filho de Deus, de cuja boca saiu uma frase hoje clássica e blasfema para os católicos: “Ouçam aqui! Ele não é o messias, é um garoto muito travesso!”. Em 2016, Jones foi diagnosticado com um tipo raro e severo de demência. Morreu em Londres, em 21 de janeiro, aos 77 anos.

Publicado em VEJA de 29 de janeiro de 2020, edição nº 2671


Fonte: Jovem Pan