São João da Barra, RJ, antecipa vacinação contra H1N1 e influenza

23



Público-alvo dessa primeira etapa são idosos a partir de 60 anos, que serão vacinados em casa, e trabalhadores da área da saúde. Idosos serão vacinados contra a H1N1
Foto: José Marcelo/G1
Nesta terça-feira (24) começa a primeira etapa de vacinação contra a H1N1 e a influenza em São João da Barra, no Norte Fluminense. É importante alertar que a vacina contra a gripe não oferece proteção ao novo coronavírus.
Segundo a prefeitura do município, o público-alvo dessa primeira etapa são idosos a partir de 60 anos, que serão vacinados em casa, e trabalhadores da área da saúde.
“Os idosos podem ficar tranquilos, vamos vaciná-los em suas próprias residências”, anunciou a Secretária Municipal de Sáude, Arleny Valdes.
Segundo a Prefeitura, a medida de levar os profissionais de saúde para vacinação nas residências visa também proteger contra o novo coronavírus a quem já chegou à terceira idade, já que os idosos não terão que sair de casa.
E, ainda de acordo com a Prefeitura, Idosos acamados vão ser os primeiros a serem imunizados.
A campanha de vacinação contra H1N1 e a Influenza, que anualmente é iniciada na segunda quinzena de abril está sendo antecipada para este mês de março. De acordo com a Prefeitura, o Dia D de vacinação acontecerá no dia 9 de maio.
De acordo com a coordenadora municipal de Imunização, Rachel Rebel, para receber as equipes da Secretaria de Saúde em casa, o idoso deve estar cadastrado em uma das unidades de saúde do município. Caso o idoso ainda não seja cadastrado, basta alguém da família comparecer à unidade de saúde mais próxima de sua residência e cadastrá-lo.
“Nenhum idoso deve comparecer aos postos, todos serão atendidos em seu domicílio. É fundamental aguardar em casa”, alertou a coordenadora de imunização.
No total, 13 equipes irão atuar vacinando os idosos em domicílio. Atualmente a Saúde tem cerca de 4.500 idosos cadastrados, segundo informações da Prefeitura.
A Prefeitura informou também que os profissionais de saúde receberão a dose da vacina na unidade de saúde de sua região. Eles devem estar munidos de documentação que comprove sua função.
Veja outras notícias da região no G1 Norte Fluminense.


Fonte: G1