Rodoviais estaduais da Região dos Lagos só causam prejuízos aos motoristas

617

Cada vez fica pior a situação das principais rodovias estaduais que cortam a Região dos Lagos, que não são privatizadas: Deputado Marcio Corrêa e Amaral Peixoto (RJ-140 e RJ-106) principais ligações entre Araruama e Cabo Frio, passando por São Pedro da Aldeia e Iguaba Grande. Só nesse fim de semana de feriadão, dezenas de carros tiveram problemas com os buracos da rodovia. Alguns quebraram suspensão e muitos ficaram com pneu furado por conta dos buracos ao longo da pista, principalmente no trecho de São Pedro da Aldeia perto do Posto Estrela Dalva, no bairro do Vinhateiro, onde dois moradores flagraram motoristas tendo problemas decorrentes das péssimas condições da rodovia (acesse o link para o vídeo no final dessa reportagem).

O DER não dá nenhum tipo de manutenção ao trecho e recentemente começou uma obra que não resolverá o problema e que causará ainda mais transtornos porque está sendo feita no período de chuvas e da alta temporada. Outro fator que incomoda a população é o altíssimo preço do pedágio da Via Lagos (RJ-124) que chega a R$ 20,60 nos fins de semana, o que também é contestado pela ALERJ, que tem projeto de lei em trâmite para ajustar a tarifa do pedágio. Deputados questionam o valor diferenciado entre dias de semana comuns (R$ 12,40). E nem sobre isso os deputados da região se manifestam.

Os deputados ‘estão mais preocupados com seus projetos políticos pessoais do que com o bem estar da população. Em Cabo Frio os representantes da cidade, Serginho e Bernardo, não se elegem mais nem para síndicos de condomínio”, disparou o motoboy Volnei Alves, que nos últimos dois meses teve o pneu da moto que usa pra trabalhar furado três vezes por causa dos buracos das rodovias. Até o fechamento dessa matéria os políticos não haviam se pronunciado sobre o assunto, nem o DER, muito menos as Prefeituras de Iguaba, Araruama, Cabo Frio e São Pedro da Aldeia, que fingem não ver o problema há muitos anos.

CCR VIA LAGOS ESCLARECE QUE COBRANÇA É REGULAR

“É importante esclarecer que os valores das tarifas de pedágio da CCR  ViaLagos, bem como os seus períodos de cobrança foram definidos em edital de licitação e constam no contrato da Concessionária com o Poder Concedente – DER RJ. A CCR ViaLagos assim como o DER e a Agetransp (Agência Reguladora) cumprem o referido contrato de modo a prestar serviços de qualidade aos usuários da ViaLagos, a única rodovia do estado que recebeu ótimo em todos os quesitos (pavimento, estado geral, geometria e sinalização) avaliados Pesquisa CNT de Rodovias 2019, divulgada em outubro pela Confederação Nacional do Transporte”, diz a nota da concessionária