Comandante-geral diz que PM não quer confronto e alerta para que perímetro não seja violado

122

O comandante-geral da Polícia Militar (PM), Péricles de Matos, afirmou no começo da tarde desta quarta-feira (4) que a corporação não quer entrar em confronto com os manifestantes. Ele, porém, fez um pedido para que o perímetro realizado no entorno da Ópera de Arame não seja invadido. A orientação das entidades sindicais aos servidores, porém, é a de que se mantenham na Assembleia Legislativa.

Com a ocupação na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), o presidente Ademar Traiano (PSDB) determinou a transferência de local para a Ópera de Arame. A sessão está marcada para a tarde desta quarta.

Em entrevista à Banda B, Matos falou sobre a operação. “A PM foi convocada para prestar segurança ao poder legislativo, posto que ontem houve a violação do espaço da Alep. Pela necessidades de reformas no prédio da Assembleia, o presidente optou em trazer a sessão para cá e estabelecemos os perímetros para garantir a segurança dos deputados e a normalidade democrática dos atos”, disse.

O comandante da PM também pediu para que o perímetro não seja violado. “Precisamos ter respeito às autoridades e estamos garantindo isso. Respeitos a livre manifestação, mas precisamos prezar pela ordem. Toda nossa administração pública necessita de ordem e o poder legislativo precisa ser preservado. Temos postos de bloqueio e pedimos para que os limites sejam respeitados”, concluiu.

A sessão na Alep começou por volta das 14h30.


Fonte: Banda B