Polícia descarta que suspeito morto em confronto tenha ligação com abuso sexual de crianças

0
39


De acordo com a delegada Patrícia Paz, o verdadeiro suspeito pelos abusos foi identificado pelas redes sociais. “Como já na manhã seguinte ao desaparecimento, as meninas foram encontradas pelos familiares, elas vieram até o Nucria e contaram tudo o que teria ocorrido. Uma delas tinha contato com o suspeito e confirmamos que não havia ligação com o confronto de Fazenda Rio Grande. Esse segundo caso já está sendo investigado pela delegacia de lá”, informou.

O suspeito morto em confronto com policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) tinha uma vasta ficha policial e foi encontrado em um matagal da Avenida Brasil. Um segundo homem foi detido neste local.

Com relação ao abuso, as vítimas foram levadas para realização de exames. A delegada Patrícia Paz orienta sobre a importância da vigilância sobre os filhos pequenos. “A gente faz um apelo para que os pais monitorem com quem os filhos falam. No caso de uma criança de 9 anos, não é comum amizade com pessoas adultas, com exceção de familiares. Então a fiscalização dos pais é fundamental para evitar crimes pela rede mundial de computadores”, concluiu.

O Nucria segue investigando o abuso sexual.