Pelo quarto mês seguido professores de Cabo Frio decretam greve por salários atrasados

0
177


Pelo quarto mês seguido, os profissionais da rede municipal de Cabo Frio entram em greve. A decisão já havia sido tomada em assembleia, no mês de junho de que a greve estaria automaticamente deflagrada a partir do sexto dia útil do mês se o pagamento dos servidores não fosse feito de modo integral. Foi o que aconteceu em julho e agora em agosto. Antes disso, em maio os professores também deliberaram pela greve. A assembleia que ratificou a greve aconteceu na noite dessa quinta-feira (08/08), sexto dia útil do mês, depois que mais uma vez a Prefeitura confirmou o atraso dos salários. Aposentados e contratados ainda não receberam os salários do mês de julho. Conforme a programação divulgada pela própria Prefeitura, os contratados da SEME devem receber os salários na próxima segunda-feira (12/08). Informações extraoficiais dão conta de que os salários dos aposentados só caem nas contas no dia 14 de agosto.

Por conta disso, a categoria também autorizou ao SEPE Lagos que faça um levantamento e denuncie ao Ministério Público Federal a situação do IBASCAF. Com a informação de que o salário dos aposentados só cai na conta dia 14, a categoria permanece em greve até lá, com uma nova assembleia marcada para o mesmo dia, na Escola Municipal Professor Edilson Duarte. Além dos salários atrasados, os professores ainda reivindicam outras pautas antigas da categoria como pagamentos de parcelas atrasadas do décimo terceiro salário, e a insalubridade para algumas carreiras dentro da estrutura da educação pública municipal. Até o fechamento dessa matéria a Prefeitura de Cabo Frio não havia se pronunciado sobre a greve dos professores.