'Estão atrás da chave do cofre', diz líder do PSL na Câmara sobre guerra política dentro do partido

0
51


O líder do PSL na Câmara, deputado Delegado Waldir (GO)

Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O líder do PSL na Câmara, deputado Delegado Waldir (GO), disse ao blog que os parlamentares que buscam mudar a direção do partido, com apoio do presidente Jair Bolsonaro, “estão atrás da chave do cofre”. Segundo ele, o discurso da transparência é uma tentativa de controlar a distribuição dos recursos do PSL.

O deputado Delegado Waldir afirmou, porém, que espera que os dois lados se entendam e ocorra uma pacificação dentro do PSL. O líder do partido na Câmara é ligado ao presidente da legenda, deputado Luciano Bivar (PE), mas diz apoiar plenamente o presidente Bolsonaro.

“Queremos que o governo dê certo, estamos votando com o governo, estamos do lado do presidente Bolsonaro, mas ele mesmo nos ensinou a não sermos submissos, e isso não seremos”, afirmou o líder partidário.

O deputado usou a mesma figura de linguagem do presidente Bolsonaro para definir a guerra política dentro do PSL. “É igual uma briga de marido e mulher. Agora, é hora de dar um tempo aos dois lados, buscar acalmar tudo ou então partir para o divórcio”, afirmou

Ele não acredita num racha no partido. Isso porque, em sua avaliação, não haverá saída jurídica para os deputados que, por ventura, decidirem sair do PSL escaparem de uma punição.

“Não temos uma janela partidária agora, então, se sair, há o risco de perda de mandato, e nós não queremos isso, mas também não vamos ser submissos a um desejo de uma ala ligada ao presidente que quer tomar conta do pote de ouro do partido”, acrescentou.