“Depois do carnaval vou apresentar a vocês o novo prefeito de Búzios”, diz André Granado

0
139
“Depois do carnaval vou apresentar a vocês o novo prefeito de Búzios”, diz André Granado– Pode parecer arrogante o que eu vou dizer, mas, depois do Carnaval, vou apresentar para vocês o novo prefeito de Búzios. O novo prefeito ou a nova prefeita. Vou anunciar depois do Carnaval. Tenho certeza que vou fazer o meu sucessor – afirmou o prefeito André Granado, em entrevista coletiva. “Cofres cheios são um mito”, acrescentou.
O objetivo da entrevista era desmistificar a versão de que a Prefeitura estaria cheia de dinheiro. André Granado retornou ao cargo de prefeito no último dia 13 de novembro, após dez afastamentos e consequentes entradas do vice Henrique Gomes, pelo menos 10, Henrique. Granado confirmou que havia R$ 62 milhões nos cofres da Prefeitura, conforme o vice tinha anunciado quando saiu, mas alegou a existência de dívidas e disse que a maioria do dinheiro tem destinação específica. Segundo ele, apenas R$ 3,3 milhões poderiam ser usados no pagamento de salários, sendo que a folha salarial gira em torno de R$ 11,6 milhões.
– Estamos buscando com a Câmara Municipal uma autorização para remanejar alguns recursos para o pagamento de salários. São recursos que deveriam ser usados em outras áreas, e a Câmara precisa autorizar essa mudança de destinação. Além disso, encontramos quase R$ 10 milhões em dívidas com fornecedores. Essas dívidas precisam ser pagas para a máquina não parar – explicou o prefeito, que criticou o período em que o vice esteve à frente do governo.
– Estamos com dificuldade financeira por causa dos gastos realizados sem critério durante o ano de 2019, no período em que fiquei afastado, como por exemplo a reposição salarial de 16% para os cargos de confiança e contratados, o pagamento antecipado de metade 13º, entre outras coisas. Isso ocasionou um problema financeiro para honrar os salários de novembro e dezembro. Mas temos buscado as maneiras de recuperar e conseguir honrar o salário e a segunda metade do 13º durante o mês de dezembro – disse ainda.
As sucessivas trocas no comando da Prefeitura durante o ano evidenciaram o racha entre o prefeito e o vice. A cada mudança no comando, grande parte do secretariado e do funcionalismo em geral era trocado. A cidade paralisou. Perguntado se considera Henrique Gomes como um adversário político, Granado afirmou que não, mas aproveitou para alfinetar o vice.
– Não sou adversário, até porque não sou candidato a nada. Considero ele uma pessoa que poderia ter sido o sucessor, se tivesse mais sabedoria, mais maturidade e aguardasse o tempo. Infelizmente, isso não ocorreu, e distanciou a possibilidade de tê-lo como o nome do nosso governo para a sucessão – afirmou André, completando:
– O vice-prefeito é eleito junto com o prefeito. Ele tem um compromisso com a população. Passei isso para ele no meu primeiro afastamento. Quando voltei (ao comando da Prefeitura), o convidei várias vezes para vir aqui na Prefeitura, mas ele se recusou. Tivemos um encontro fora da Prefeitura, no hotel Colonna Park. Buscamos o entendimento e, logo em seguida, a gente se surpreendeu com a abertura de um processo contra mim por parte dele, e aí veio outro afastamento. Ou seja, existe uma dificuldade (de relacionamento) que poderá ser superada dependendo do interesse do vice-prefeito de voltar a dialogar. Temos o compromisso com a população firmado nas eleições de 2016 – lembrou Granado.
(Fonte: Folha dos Lagos)