Brasileiros do Urawa Reds celebram vaga na final da Champions League da Ásia

0
40


O Urawa Reds Diamonds, do Japão, carimbou passaporte para a final da Liga dos Campeões da Ásia na manhã desta quarta-feira (23) ao vencer o Guangzhou Evergrande, da China, por 1 a 0, fora de casa. Os japoneses farão a final contra o Al-Hilal, da Arábia Saudita.

Os Reds jogavam em vantagem por terem vencido a primeira partida por 2 a 0, e entraram em campo apostando em uma forte marcação e saídas rápidas de contra-ataque que levavam perigo. O time chinês pressionou no primeiro tempo, mas não conseguiu furar a forte defesa visitante. A segunda etapa se desenhou da mesma maneira, até que, aos cinco minutos, Shinzo Koroki aproveitou cruzamento da direita para abrir o placar para os japoneses. A partir daí, o Guangzhou foi com tudo para o ataque, mas não conseguiu criar chances agudas.

Autor de um dos gols na vitória do primeiro jogo, o atacante Fabrício Messias comemorou a classificação. “Estamos vivendo um momento único. Poder avançar à final da competição mais importante do continente é mágico e estamos muito felizes pela conquista”, celebrou. “No entanto, precisamos manter os pés no chão e enfrentar o próximo desafio com muita seriedade para alcançarmos nosso principal objetivo”, continuou.

Maurício Antônio, um dos pilares da equipe e destaque da campanha, conhece bem o adversário. O zagueiro brasileiro estava em campo quando o Urawa conquistou a AFC de 2017 batendo justamente os sauditas. “O Al-Hilal é um adversário extremamente perigoso. Precisamos manter o nível de atenção sempre elevado nas duas partidas e jogar nosso futebol. Temos totais condições de fazer história mais uma vez”, diz.

O campeão do torneio representará a Ásia no Mundial de Clubes, que será realizado entre 11 e 22 de dezembro, no Catar. Liverpool (Europa), Monterrey (Américas Central e do Norte), Esperánce (África), Hienghène (Oceania) e Al Sadd (Catar, país sede) já estão garantidos.