Bloco da Educação vai celebrar o carnaval de “Adriano, prefeito Caloteiro” em Cabo Frio

0
63

Bloco da Educação vai celebrar o carnaval de “Adriano, prefeito Caloteiro” em Cabo FrioApesar da Prefeitura de Cabo Frio tentar minimizar os efeitos da greve dos professores, que já completou dois meses no último dia 7 de fevereiro, os alunos da rede pública municipal continuam sendo prejudicados pela falta de professores, em várias escolas e para várias disciplinas. A mais recente cena “pastelão” protagonizada pelos “técnicos” da Secretaria Municipal de Educação (SEME) foi em relação à convocação dos aprovados no processo seletivo, que acabou sendo anulada por duas vezes, e agora estão “pegando papel na ventania” para cumprir os prazos de início do ano letivo e renovações de matrículas.

Por conta da incapacidade do governo municipal em convencer os professores a aceitarem o salário – atrasado pelo décimo primeiro mês consecutivo – e sem dar nenhuma garantia de que a situação vá melhorar, está sendo difícil para a SEME contratar. Alia-se a isso o fato dos professores terem que atuar, provavelmente, em jornada dupla, repondo as aulas de 2019 durante o ano letivo de 2020. Como muitos professores grevistas do passado sequer estão mais nos quadros, fica a pergunta: quem fará e como será feita essa reposição?

Obviamente são todas as respostas que os técnicos e gestores do governo de Adriano Moreno não têm pra dar, assim como não são capazes de explicar como pode, em pleno mês de recorde de arrecadação, os salários dos servidores públicos estarem atrasados de novo. Chega o décimo dia útil do mês nessa sexta-feira (14/02) e nada de salários nas contas de grande parte dos servidores públicos de Cabo Frio, em especial os contratados da saúde, administração e outras áreas do serviço público municipal.

Na terça-feira (11/02) o SEPE Lagos realizou mais uma assembleia da rede municipal de ensino de Cabo Frio. O encontro aconteceu na Escola Municipal São Cristóvão e contou com a participação de muitos trabalhadores em educação. O movimento avaliou que a greve deve continuar, até que todos os servidores da educação recebam seus pagamentos atrasados. Além disso, a categoria deliberou a participação na Greve Nacional da Educação, marcada para o dia 18 de março.

CARNAVAL TERÁ BLOCO DO PREFEITO CALOTEIRO

E o “Bloco da Educação” vai sair nas ruas de Cabo Frio na próxima quinta-feira (20/02), véspera do início do carnaval, para mostrar para a população da cidade e, principalmente para os turistas que vêm para a Praia da “Bandeira Azul”, que o governo do prefeito Adriano Moreno não respeitas as lei, nem a Constituição, muito menos a Legislação Trabalhista, ignora os TAC’s que assina com o Ministério Público, as decisões judiciais, enfim, não respeita o direito à dignidade da pessoa humana. “Muitos colegas foram despejados por conta de atrasos no pagamento do aluguel e outros tiveram que recorrer à doações de cesta básica para continuarem lutando. Por tudo isso, o carnaval de ‘Adriano, prefeito Caloteiro’ vai ganhar as ruas da cidade”, disse uma professora indignada.

©Plantão dos Lagos
Fonte: Redação / Plantão
Fotos: digulgação