Senado aprova indicação de Fabio Kanczuk para diretoria do Banco Central

0
37



Engenheiro, Kanczuk assumirá diretoria de Política Econômica do BC. Aprovação aconteceu no mesmo dia em que ele participou de sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos. O engenheiro Fabio Kanczuk ao participar de sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado

Geraldo Magela/Agência Senado

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (29) por 51 votos a 7 a indicação de Fabio Kanczuk para o cargo de diretor de Política Econômica do Banco Central.

A aprovação aconteceu no mesmo dia em que Kanczuk foi submetido a uma sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). A indicação é assinada pelo ministro da Secretaria-Geral, Jorge Antonio de Oliveira Francisco.

Na sabatina, Fabio Kanczuk afirmou que o principal papel da política monetária é assegurar inflação “baixa e estável”.

“Esse tem sido o objetivo do Banco Central, o de cumprir plenamente a meta para a inflação estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (…) De fato, é com estabilidade monetária que convergiremos para taxas de juros a níveis mais adequados, seguindo sempre firmes no objetivo de contribuir para um ambiente de crescimento econômico sustentável”, declarou.

A meta central de inflação para este ano é de 4,25%, com tolerância entre 2,75% e 5,75%. Para 2020, a meta é de 4% (com tolerância entre 2,5% e 5,5%).

O mercado financeiro estima que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), índice oficial da inflação, ficará em 3,29% neste ano e em 3,60% em 2020.

Outros temas

Saiba abaixo outros temas abordados pelo novo diretor do BC na sabatina:

Autonomia do Banco Central: “BCs autônomos conseguem praticar juros menores e ter menor volatilidade. E o Congresso passa a ser a única esfera que pode retirar diretores [do BC]. Acho um ganho imenso e sou muito a favor”, declarou.

Juros bancários: Disse que este é o “primeiro tópico de relevância” da atuação que ele terá na diretoria da autoridade monetária. Kanczuk observou que a principal razão para os juros bancários elevados no Brasil, segundo estudo do BC, são inadimplência, custo administrativo e operacional, depósitos compulsórios e tributos.

Concentração e lucro dos bancos: Para Fabio Kanczuk, é “extremamente legítimo” observar os lucros dos bancos. “[O lucro] é extremamente elevado e é mais do que legítimo que a sociedade esteja olhando isso. Porque eu só tenho que fazer o sacrifício e outros não estejam fazendo? Se eu tiver a honra de ser aprovado, é nisso aí que temos de colocar toda nossa energia e o nosso esforço”, disse.

Currículo

Fabio Kanczuk é engenheiro eletrônico formado pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), com PhD e doutor em economia pela Universidade da Califórnia em Los Angeles e pós-doutor pela Universidade de Harvard.

Foi professor da Universidade de São Paulo (USP) nas áreas de macroeconomia e organização Industrial e secretário de política econômica do Ministério da Fazenda entre 2016 e 2018, durante o governo Michel Temer.

Depois, ocupou a diretoria-executiva do Banco Mundial para o Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Haiti, Panamá, Filipinas, Suriname e Trinidad e Tobago.



Fonte: Plantão dos Lagos