Vídeos mostram assaltos nas Mercês e moradores denunciam: “A situação está complicada”

0
101


Moradores do bairro Mercês, em Curitiba, estão preocupados com a quantidade de invasões a prédios, residências e comércios que vêm ocorrendo em 2020. Somente nos últimos 30 dias, câmeras de segurança de imóveis neste bairro, registraram uma sequência de ações criminosas que resultam em roubos, furtos e agressões. A Banda B teve acesso algumas destas imagens e conversou, nesta sexta-feira (11), com representantes do grupo “Mercês Mais Segura”, composto integralmente por moradores do bairro que detalharam estas situações que geram uma onda de medo às pessoas.

Momento que uma mulher teve a corrente roubada. Foto: Reprodução

Em fevereiro de 2020, o Portal Banda B havia revelado mais de 100 casos de furtos à veículos no bairro. Em março, por sua vez, o grupo Mercês Mais Segura também reivindicava um patrulhamento mais efetivo nas imediações da praça 29 de Março. No mês de maio, a reportagem teve acesso a imagens que mostravam ações de um jovem que constantemente pichava casas e comércios da região. Já no fim do ano, os casos de violência continuam e os moradores alertam.

“A situação no bairro está bem complicada”, relatou o síndico Cham Guimarães. Guimarães mora em um prédio no bairro e revelou à Banda B que, somente no mês passado, o edifício sofreu duas tentativas de assalto. Um novo caso aconteceu, porém, na última terça-feira (8). “Um morador me procurou perguntando o porquê do portão estar estourado e eu o questionei: ‘como assim’. Meu coração veio na boca, nesta hora. Então, eu fui lá ver e realmente, o portão estava aberto. Eu tinha entrado com o carro pela garagem e não havia visto”, contando que a afiação do prédio foi arrebentada pelo invasor. “Nas imagens é possível ver, ele disfarçou, como quem não quer nada, e de repente ele entrou. Mas, por sorte, não aconteceu nada”, pontuou.

O síndico diz que no prédio moram 30 pessoas. Mais da metade dos moradores são idosos. “Então, eles ficam com mais medo. Nas Mercês é um local onde mora mais velhos. Então, eles ficam com mais medo”, relatou.

Moradores se apoiam uns nos outros para se proteger

“Eles tem muita facilidade nas fechaduras e nos portões”, é o relato de Regina Sikorski, uma das representantes do Mercês Mais Segura. Ela explica que a união tem feito a diferença neste momento. A cada dia, a quantidade de membros pertencentes ao grupo que já está com, aproximadamente, 400 membros. “A gente está tentando de todas as formas por meio de segurança patrimonial ajudar os síndicos para evitar estas entradas nos condomínios. O nosso grupo conta com moradores e comerciantes, justamente para ver a melhor forma de aumentar a segurança nos bairros”, comentou à Banda B.

Elogio

Diante das circunstâncias, Sikorski aproveitou o momento para elogiar o trabalho das equipes de segurança. Segundo ela, os policiais e guardas municipais têm feito verdadeiros milagres para apoiar os moradores. “Não acho justo como cidadã responsabilizar a Polícia Militar e Civil, além da Guarda Municipal, pelas atitudes dos vândalos enquanto todos eles, sem exceção, estão com falta de efetivo. O milagre está sendo feito em toda Curitiba, não só nas Mercês”, destacou.

Nota – Polícia Militar

Em nota, a Polícia Militar informou à Banda B que o trabalho preventivo  stá sendo feito no bairro pelo 12° Batalhão de Polícia Militar (12° BPM) com os meios disponíveis, e são feitas operações com apoio do 1°Comando Regional da PM (1° CRPM), como a Operação Sinergia.

Ainda, a PM ressaltou que, em casos de crime, ela deve ser acionada pela população por meio do telefone 190 ou pelo aplicativo 190 PR, para que uma equipe policial faça o atendimento no local.

Vídeos

Situação 1

  • 12 de Novembro – Ação da Gangue do Rolex – Alameda Júlia da Costa, entre os bairros Mercês e Bigorrilho

Situação 2

  • 17 de Novembro – Furto de objetos do Comércio – avenida Manoel Ribas com rua Visconde do Rio Branco

Situação 3

  • 21 de Novembro – Tentativa de roubo a uma mulher, interrompida por um profissional de um prédio – rua Martin Afonso, em frente a Praça 29 de Março 

Situação 4

  • 4 de Dezembro – Roubo de uma corrente de uma mulher – rua Visconde do Rio Branco



Fonte: Banda B