Vídeo mostra PF que abriu fogo em posto discutindo por máscara

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Um vídeo gravado por um cliente de um restaurante mostra o policial federal Ronaldo Massuia Silva discutindo por causa de máscara. Não há informações da data exata de quando o vídeo foi gravado, porém, uma pessoa cobra a máscara de Ronaldo que levanta e o questiona: “você é policial?”.

Massuia está na mesa com uma mulher quando o homem vai cobrar o uso de máscara por parte do PF. Durante a discussão, Ronaldo derruba o celular e os clientes percebem que algo errado está acontecendo. O policial pede para o homem mostrar a funcional (documento oficial de identificação profissional). No final do vídeo, ele xinga o policial e pede para ele chamar a polícia.

Foto: reprodução.

O policial federal foi indiciado por homicídio triplamente qualificado e quatro tentativas de assassinato. O inquérito da Polícia Civil foi concluído nesta quarta-feira (11). Ronaldo é investigado por abrir fogo contra cinco pessoas que estavam em uma loja de conveniência de um posto de combustíveis no bairro Cristo Rei, em Curitiba. O fotógrafo André Muniz Fritoli morreu após ser atingido. Além disso, Massuia foi indiciado por ameaça e disparo de arma de fogo.

Os crimes apontados pelo relatório para o indiciamento são: homicídio qualificado por motivo torpe, motivo fútil e recurso que dificulte ou torne impossível a defesa da vítima; quatro tentativas de homicídios; ameaça; e disparo de arma de fogo.

Entre as tentativas de homicídio, três vítimas foram baleadas. Ronaldo também, segundo o documento, atirou contra uma quarta pessoa, mas não a acerto

Com isso, o relatório foi encaminhado ao Ministério Público e também à Corregedoria-Geral da Policia Federal (PF). No documento, o delegado diz que é necessário haver uma investigação, por parte da PF, em relação a viatura ser usada por uma “civil”, no caso, a ex-namorada de Massuia.

A ex-namorada de Ronaldo Massuia Silva confirmou, em depoimento prestado nesta terça-feira (10), que buscou o policial federal em uma casa noturna do bairro Água Verde, em Curitiba, e o levou até o posto de combustíveis do Cristo Rei. Segundo ela, os dois mantém uma relação de amizade e, por conta do estado de embriaguez, Massuia teria a chamado para tirar a viatura da PF do local e fazer o deslocamento com segurança.

Em atualização. Veja o vídeo:





Fonte: Banda B