veja os disfarces que traficantes internacionais usam para enviar cocaína para fora do Brasil

0
12


A apreensão nesta quinta-feira, dia 30, em Itaguaí, na Baixada Fluminense, de meia tonelada de cocaína que seria enviada para a Europa dentro de mangas é a versão mais recente dos esquemas usados por traficantes internacionais para conseguir enviar a droga via portos e aeroportos. Relembre outros casos em que os criminosos tentaram disfarçar o entorpecente para driblar a fiscalização da polícia e das autoridades aduaneiras.

A cocaína era escondida em pedaços de carne bovina congelados Foto: Ricardo Leoni / 15.09.2005

Bucho de boi

Em 15 de setembro de 2005, a Polícia Federal deflagrou a Operação Caravelas, para desarticular uma quadrilha que enviava cocaína do Rio para a Europa. A droga era embutida em bucho de boi congelado. Foram encontrados 1,6 tonelada de cocaína, a maior apreensão até então da droga no Estado do Rio. Um dos presos na operação foi o português José Antônio Palinhos Jorge Pereira Cohen. Condenado a 28 anos de prisão por tráfico internacional de drogas, formação de quadrilha e falsidade ideológica pela Justiça Federal de Goiás, Cohen foi preso em maio de 2011 em Aveiro, Portugal.

Granito

Em fevereiro de 2020, a Receita Federal encontrou, no Porto do Rio, 327,5kg de cocaína pura numa carga que havia saído de Pernambuco e tinha como destino final a Espanha. Os 300 tabletes da droga estavam escondidos num contêiner de peças de granito para exportação. Ninguém foi preso na ação.

Cocaína pura estava em
Cocaína pura estava em “big bags” no Porto do Rio Foto: Divulgação

Minério

A Polícia Civil e a Receita Federal realizaram, em novembro de 2020, uma das maiores apreensões de cocaína da história do Rio. Em sacas de minério conhecidas como “bags industriais”, que seriam remetidas para a Bélgica, os agentes encontraram 1 tonelada de entorpecente.

A droga estava escondida dentro das toras de madeira
A droga estava escondida dentro das toras de madeira Foto: Divulgação / Receita Federal

Toras de madeira

Três grandes toras de madeira, acondicionadas no Porto de Itaguaí e prontas para serem embarcadas, carregavam em seu interior 342,2kg de cocaína. A apreensão foi feita em abril deste ano pela Receita Federal. O destino final da droga era a Eslovênia.



Fonte: Fonte: Jornal Extra