Torcedores de organizada do Coritiba são presos acusados de roubar paranistas e atacar casa de athleticano

0
15


A Polícia Civil, a Guarda Municipal e a Força Nacional prenderam nesta quarta-feira (7), quatro suspeitos  acusados de roubo em operação deflagrada em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com a polícia, os presos são integrantes de uma torcida organizada do Coritiba. Eles são acusados de atacar dois torcedores do Paraná Clube na rua e também invadir a casa de um torcedor do Athletico em razão da rivalidade dos times.

Os presos são: Cristiano Severo Amorim (38 anos), Everton Wagner Carneiro (34 anos), Marcos Paulo Pereira Vieira (24 anos) e Robson Silva de Oliveira (27 anos). Os nomes foram divulgados pela Polícia Civil do Paraná.

Operação para a prisão dos 4 suspeitos em São José dos Pinhais – Foto: PCPR

Todos são investigados pela prática de associação criminosa, roubo, e disparo de arma de fogo em duas situações.

O crime contra dois torcedores do Paraná Clube foi no dia 27 de março. Segundo as investigações, os quatro e mais duas pessoas não identificadas até o momento,  abordaram duas vítimas que estavam em uma rua do bairro Cidade Jardim, as agrediram e levaram vários pertences. As vítimas relataram que só não apanharam mais porque uma pessoa que passava pelo local com um cão da raça “pitbull” conseguiu afastar os agressores.

Outro roubo

Em outra investigação, no dia 5 de fevereiro,  os quatro investigados e outros torcedores ainda não identificados teriam ido até a casa de outra vítima, também no bairro Cidade Jardim, ameaçado o morador que é athleticano e depredado a residência. O grupo ainda, segundo a polícia, teria disparado tiros contra a fachada da casa. A vítima ficou acuada em um dos cômodos com esposa e crianças até a chegada da polícia. Os agressores fugiram do local mas foram identificados pelas vítimas e testemunhas.

Foto divulgada pela PCPR sobre operação deflagrada para prender 4 suspeitos

“Trata-se de uma rivalidade de torcidas porque no primeiro caso, os suspeitos invadiram a casa de um torcedor do Athletico e no segundo abordaram torcedores do Paraná Clube. As brigas começaram nas redes sociais, um chamando o outro para o confronto porque são de torcidas rivais”, afirmou o delegado Fábio Machado.

Postagens

Em ambos os casos, após o crime, os agressores fizeram postagens na internet ameaçando as vítimas e se vangloriando das ações criminosas, diz a polícia.

Durante as buscas foi encontrado farto material da torcida organizada do Coritiba. Na residência do investigado Marcos Paulo Pereira Vieira foi também encontrado quantidade de maconha fracionada para venda. Ele foi  autuado por tráfico de drogas.

Foi também apreendido na residência de Marcos o veículo é um “soco inglês” utilizados na prática dos crimes, segundo a polícia.

Os investigados estão presos na 1ª DRP-SJP e poderão responder por penas que somadas podem chegar até 20 anos de prisão.

Outro lado

A Banda B tenta localizar a defesa do quatro suspeitos citados pela PCPR. O espaço está aberto, inclusive para a torcida organizada citada pela polícia.

Vídeo durante a operação divulgado pela PCPR:



Fonte: Banda B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui