taxistas de Curitiba fazem novo protesto na DHPP

0
15


Taxistas de Curitiba realizaram, nesta quinta-feira (26), uma nova manifestação em prol de Sérgio Rodrigues, colega de 52 anos que teria sido morto em um suposto assalto, no bairro Uberaba. A mobilização, que também contou com a família da vítima, teve como objetivo pedir justiça e respostas do poder público, além de mais segurança aos motoristas que atuam na profissão.

Taxistas protesto Sérgio Rodrigues DHPP
O protesto dos taxistas em prol de Sérgio Rodrigues. O homem de 52 anos teria sido morto em um suposto assalto no bairro Uberaba. Ele era taxista. A Polícia Civil, por meio da DHPP, investiga o caso. Foto: Djalma Malaquias/Banda B

Luiz Malaquias, tesoureiro do Sinditáxi (Sindicato dos Taxistas do Estado do Paraná), falou um pouco sobre o atual cenário de trabalho dos taxistas. Para ele, o objetivo da manifestação é bem especifico.

“A gente só quer uma resposta da justiça para saber o que aconteceu. A gente fica a mercê, existem vários boatos, mas nós só queremos a verdade”, pontuou à Banda B. “Nós estamos expostos nas ruas de Curitiba e sabemos que é muito difícil, hoje, trabalhar neste meio em que estamos”, opinou.

Este protesto dos taxistas aconteceu nas imediações da sede da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na área central da capital paranaense e próximo da rodoferroviária. As ruas foram fechadas pelos colegas da vítima que fizeram buzinaço e muito barulho para “serem vistos” (veja nos vídeos, abaixo).

O irmão de Sérgio, Djalma Rodrigues, também ressaltou que a vítima nunca esteve envolvida em problemas.

“Todos gostavam dele, era uma pessoa do bem. A polícia precisa esclarecer a situação porque não é justa a forma que ele morreu. Meu irmão era um cara trabalhador, […] não sei se o mataram por engano. […] A família precisa de um consolo, a justiça precisa ser feita.“, argumentou.

Investigações sobre a morte

O delegado Tito Lívio Barrichello, da DHPP, está responsável pelo caso. Em entrevista, afirmou que o protesto é legítimo porque a ‘segurança é um direito de todos’. Neste momento, segundo ele, as investigações sobre a morte estão em sigilo, mas adiantadas.

“Nós já temos vários elementos de prova. Temos todo o itinerário feito pela vítima, desde o momento em que ela foi alvejada até o local onde ela foi encontrada. Já ouvimos dezenas de pessoas, vimos câmeras de segurança e não deixamos nenhuma hipótese dento das investigações de lado”, disse à Banda B.

Taxistas protesto Sérgio Rodrigues DHPP
O protesto dos taxistas em prol de Sérgio Rodrigues. O homem de 52 anos teria sido morto em um suposto assalto no bairro Uberaba. Ele era taxista. A Polícia Civil, por meio da DHPP, investiga o caso. Foto: Djalma Malaquias/Banda B

A Polícia Civil segue investigando o caso. A hipótese de latrocínio não está descartada.

O caso – Sérgio Rodrigues

Sérgio foi encontrado morto na manhã do último sábado (20), no bairro Uberaba. Seu corpo estava abandonado em um terreno baldio.

A suspeita inicial da polícia é que o trabalhador tenha sido vítima de dois assaltos nas últimas 48h e não teria sobrevivido ao segundo.

Na última segunda (22), os colegas de Sérgio já haviam feito uma manifestação nos arredores da rodoferroviária de Curitiba, local onde Sérgio normalmente ficava com seu táxi.

Protesto dos taxistas

O repórter Djalma Malaquias esteve no local onde aconteceu o protesto dos taxistas e fez algumas imagens. Veja elas abaixo.



Fonte: Banda B