Suspeito invade casa, faz família refém e atira em homem por suposta dívida na RMC

0
23


Um homem invadiu a casa de um suposto devedor, fez a família dele refém e o recebeu a tiros na noite desta segunda-feira (5), no Jardim São Francisco, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Segundo informações, o baleado teria conseguido tomar a arma do autor e revidado o tiro. Os dois foram levados ao hospital.

De acordo com o cabo Anderson, do 17º Batalhão de Polícia Militar, a situação ocorreu por volta das 20h. “Chegou para nós a ocorrência de disparo de arma de fogo e quando chegamos no local a vítima estava ensanguentada e sentada no chão”, explicou. Ele estaria sendo socorrido por moradores da região.

Ao questionarem a esposa do baleado, ela descreveu que um homem teria invadido a casa e a feito refém junto de sua filha, de 15 anos. “A esposa disse que o autor ligou para o marido e alegou que estaria fazendo a família dele de refém”, afirmou Anderson.

Cerca de cinco minutos depois, o marido teria chegado em casa, sendo recebido com um tiro na região do tórax. Em seguida, a dupla teria entrado em luta corporal e a vítima teria conseguido tirar a arma da mão do autor, e disparado contra ele.

“O homem que manteve a família refém fugiu e deixou a arma para trás. Já o marido da mulher foi socorrido pelo Siate”, destacou o cabo.

Foto: Daniela Sevieri/Banda B

O médico Tozzo, do Siate, disse à Banda B que, enquanto esteve prestando atendimento à vítima, chegou a informação de havia um outro homem baleado próximo ao Centro de São José dos Pinhais.

“Prestamos socorro aos dois e recebemos a informação de que eles estavam no mesmo lugar, e que um dele havia deixado o local mesmo baleado. Ele pediu ajuda em outro endereço e disse que foi levado até lá por populares da região”, detalhou Tozzo. O suspeito que fez a família de refém foi baleado no abdômen.

A mesma versão dada ao médico de que ele teria sido levado por moradores da região à área central do município foi dada à polícia. “Ele foi encontrado por uma equipe policial próximo ao Hospital São José e confirmou que teria atirado contra outro rapaz, e que a arma era dele. Ele ainda disse que tudo aconteceu por causa de uma dívida de R$ 16 mil”, concluiu o cabo Anderson.

Segundo o médico, os dois envolvidos estavam conscientes durante o atendimento e tinham os sinais vitais dentro da normalidade. Porém, inspiram cuidados, e provavelmente cirurgia.

O suspeito teria um mandado de prisão em aberto pelo crime de extorsão. Ele foi levado em estado grave ao Hospital Cajuru.



Fonte: Banda B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui