Suspeito de matar mulheres na RMC é identificado e está foragido

0
26


Jhony Govea Lourenço, de 25 anos, suspeito de matar duas jovens e tentar assassinar um homem em agosto deste ano, em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba, é considerado foragido. Um mandado de prisão foi emitido pela Justiça após ele ser identificado pela polícia como principal suspeito pelos crimes.

De acordo com o delegado Cassiano Aufiero, da Delegacia de Polícia Civil de Almirante Tamandaré, o decreto da prisão ocorre após a polícia levantar provas que embasam a suposta participação dele no homicídio de Emanoele Caroline Pavoni e Ariane da Silva Souza, de 21 e 25 anos, respectivamente.

Emanoele – Foto: Reprodução

“A partir do momento em que o corpo da Ariane foi encontrado, em 18 de agosto, foi dado início às investigações. Nós tínhamos um suspeito e, com isso, precisávamos confirmar a suspeita com provas. Levantamos a identificação dele e conseguimos provas de que ele teria consumido drogas com a vítima um dia antes de ela ter sido encontrada morta”, explicou Cassiano, em entrevista à Banda B.

O delegado relembrou que Emanoele foi morta seis dias após o corpo de Ariane ter sido encontrado. Segundo informou à reportagem, Jhony teria a matado devido à desconfiança de que ela o entregaria para a polícia.

“No decorrer das investigações, ocorreu a morte da Emanoele, em 24 de agosto. Ela, pelo que foi apurado pela polícia, foi morta justamente pelo fato de esse suspeito imaginar que ela o entregaria para a polícia. O suspeito matou a Emanoele e tentou fazer o mesmo com o namorado dela”, continuou o delegado.

O namorado da jovem morta em 24 de agosto teria sido baleado e escapado, conforme disse Cassiano. “A partir deste momento, tínhamos a confirmação da autoria deste rapaz [Jhony]”, destacou.

Ariane – Foto: Reprodução

Aufiero também revelou que a polícia suspeita que outra pessoa esteja envolvida nos crimes. Ela já teria sido identificada e a polícia investiga para confirmar a suspeita.

A Polícia Civil ainda não tem definido o que motivou os crimes, segundo Cassiano.

18 de agosto

O corpo de Ariane da Silva Souza, de 25 anos, foi encontrado em 18 de agosto, na localidade de Boixininga dos Franças, em Almirante Tamandaré. Ela morava no bairro Cachoeira.

De acordo com a Polícia Civil, o corpo da vítima apresentava ferimentos no corpo, como marcas na região do pescoço. A causa da morte seria espancamento.

24 de agosto

Já no dia 24 de agosto, Emanoele Caroline Pavoni, de 21 anos, foi encontrada morta com um tiro, dentro da casa onde morava, no bairro São Jorge, também em Almirante Tamandaré. Assim como Ariane, Pavoni tinha ferimentos na região do pescoço.

Ela foi encontrada morta por uma amiga, segundo a polícia. “Tinha muito sangue nas paredes e a vítima estava deitada na cama”, disse o tenente Ronaldo Alves, da Polícia Militar, na época.

A jovem deixou um filho de 4 meses.





Fonte: Banda B