Suspeito de colocar fogo e matar duas mulheres é preso em Colombo

0
17


Um rapaz de 26 anos suspeito de colocar fogo e matar duas mulheres foi preso nesta quarta-feira (21) em Colombo, na região metropolitana de Curitiba.

Delegacia de Colombo.

Felipe Ramos da Silva é suspeito de atear fogo em Emilly Amanda Almeida Mariano, de 21 anos, em 23 de maio deste ano, no bairro Moinho Velho. A motivação teria sido o fato da vítima ter perdido R$ 5 dele. Ela morreu três dias depois no hospital.

O rapaz também é suspeito de ter incendiado e matado Kathlin Luriane Figueiredo, 27, em 2 de agosto de 2020, no bairro Jardim Osasco. Segundo a polícia, o crime foi motivado pelo fato da vítima ter tido uma briga com amigos do suspeito horas antes. Outras duas pessoas são suspeitas de terem participação no crime.

O rapaz está na Delegacia de Colombo, à disposição da Justiça. Segundo o delegado Erineu Sebastião Portes os procedimentos para os dois crimes teriam sido os mesmos: primeiro as drogou e depois ateou fogo.

De acordo com Portes, a primeira vítima, Emilly, relatou em vídeos antes de morrer que o autor seria Felipe.

“Tudo teria começado quando ele deu dinheiro a ela para comprar uma quantidade de droga e, no percurso, ela não teria voltado com a droga na mão. Ele ficou revoltado, chefou a agredir e ateou fogo nela.”

No segundo caso, além de ter sido agredida, ele tentou sufocar Kathlin. “Parece que ele teria tido relações sexuais antes do fato com ela”, relata o delegado.

Para Portes, um caso forte e por banalidade. “Esse cidadão é um monstro, por esse motivo requeremos a prisão dele, para que não venha a cometer os mesmos delitos em liberdade.”

O delegado de Colombo informou que o suspeito foi evasivo no depoimento e nega os fatos. Porém, as provas são bastante contundentes e há, inclusive, imagens.

“Nesse último caso temos a versão da vítima, que sobreviveu alguns dias. A própria irmã esteve no hospital e relatou. Por esse motivo, nós chegamos a ele.”





Fonte: Banda B