Suspeita de gerenciar tráfico de drogas em comunidade na Baixada Fluminense morre após troca de tiros com policiais

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

RIO — Uma mulher suspeita de chefiar o tráfico na comunidade do Buraco do Boi, em Nova Iguaçu, morreu após confronto com a Polícia Militar, na noite desta quarta-feira. Michele de Oliveira Vicente, de 31 anos, foi alvejada por múltiplos disparos e levada para o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI), no bairro da Posse, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo a direção do Hospital, a mulher chegou sem vida à unidade e teve seu corpo encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

“Mãezona” e “Hello Kitty”, como também era conhecida, teria assumido o cargo de gerência do tráfico, após a morte do antigo dono da comunidade Buraco do Boi, Vulgo 3K.

A suspeita de chefiar tráfico no Buraco do Boi, em Nova Iguaçu, Michele de Oliveira Vicente. Foto: Reprodução/Redes sociais

Por meio de nota, a PM informou que equipes do 20º BPM (Mesquita), durante patrulhamento, foram alvo de disparos de arma de fogo realizados por criminosos no Bairro da Figueira, em Nova Iguaçu.

Após a troca de tiros, os policiais constataram que a mulher estava caída no chão, junto ao material apreendido, entre eles, uma pistola calibre 9mm, um simulacro de pistola, mil trouxinhas de maconha, uma capa de colete balístico e dois rádios comunicadores. O caso foi registrado inicialmente na 58ª DP (Nova Iguaçu).

Fonte: Fonte: Jornal Extra