Polícia obtém imagens de casal antes do passeio de barco; veja o vídeo

0
50


A 166ª DP (Angra dos Reis) obteve imagens de câmera de segurança da área externa da casa em que estavam Leonardo Machado de Andrade, de 50 anos, que desapareceu no mar de Angra dos Reis no dia 22 de agosto junto com Cristiane Nogueira da Silva, de 48. As gravações mostram o momento em que o casal deixa a casa. Eles passavam o fim de semana na casa de Leonardo e saíram na tarde de domingo para um passeio de barco no qual veriam o pôr do sol numa ilha ao lado. A gravação mostra Leonardo deixando o imóvel primeiro e Cristiane em seguida, após trancar a porta. Os dois caminharam em direção ao mar para o embarque. O barco onde estavam segue desaparecido.

No dia 20, data da chegada de Cristiane, as câmeras registraram a entrada dela acompanhada por Leonardo na casa. Eles já tinham tido um relacionamento que durou dois anos e estavam separados por igual período. O casal ensaiava uma reconciliação.

Segundo o filho de Cristiane, Guilherme, ele conversou com uma ex-namorada de Leonardo e ela confirmou que os dois tinham encerrado o relacionamento há cerca de um mês. O rapaz acredita que o ex-padrasto fez isso porque estava decidido a reconquistar sua mãe, tanto que a convidou para encontrá-lo na Ilha Grande.

Em investigação: Polícia suspeita que barco que levava casal desaparecido em Angra afundou

Cristiane chegou em Angra na sexta-feira, dia 20 de agosto, para passar o fim de semana na casa de Leonardo. Ela tinha o retorno ao Rio agendado para o início da tarde de segunda-feira, dia 23. Quando o motorista, responsável pela viagem, não a encontrou no ponto marcado e nem conseguiu contato por telefone, a família começou a participar das buscas, inclusive fazendo apelos por meio das redes sociais. Equipes da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil usaram embarcações e helicópteros para tentar localizar o barco e o casal. O corpo de Cristiane foi encontrado no último domingo (29), na Marambaia, e retirado do mar apenas no dia seguinte, dada as condições com o mar revolto e a intensa chuva.

Corpo será cremado

O corpo de Cristiane, encontrado na Marambaia, depois de ter ficado desaparecido por mais de uma semana vai ser cremado. A família da corretora de imóveis está cuidando dos procedimentos burocráticos para somente depois disso decidir quando e onde será realizada a cerimônia. Enquanto isso, prosseguem as buscas por Leonardo Machado de Andrade, de 50, ex-companheiro de Cristiane, e pelo barco onde o casal estava, e que pode elucidar o caso.

Imagem de câmera da casa mostra Cristiane deixando o local para ir ver o por do sol com Leonardo

Nesta terça-feira, os bombeiros fizeram uma varredura na Baía da Ilha Grande, Sepetiba e por toda a Costa Verde e ilhas próximas, mas não obtiveram sucesso. O delegado Vilson de Almeida Silva, da 166ª DP (Angra dos Reis) informou que o trabalho de buscas terá prosseguimento nesta quarta-feira.

.— As investigações continuam. Encontramos a Cristiane, mas temos de encontrar Leonaro e o barco. As buscas prosseguem e vamos continuar investigando até conseguir resolver esse caso e definir o que aconteceu realmente com o casal — disse o delegado na manhã desta terça-feira.

O caso ainda está envolto em mistério. O delegado espera localizar Leonardo ou mesmo a embarcação para entender o que aconteceu com os dois. O casal foi visto pela última vez, na tarde de domingo, dia 22, ao sair em um barco para ver o pôr do sol do mar, na Lagoa Verde, em Ilha Grande.

A intenção era voltar logo, mas desde o fim da tarde de domingo os dois não deram mais notícias. O corpo de Cristiane foi encontrado na Restinga da Marambaia no domingo e, após ser resgatado na seguda-feira, foi reconhecido por familiares.

Crime na Zona Sul: Polícia busca segundo suspeito da morte de músico no Parque Garota de Ipanema, no Arpoador

As inúmeras tatuagens que ela carregava no corpo, incluindo uma enorme fênix numa das pernas facilitaram o reconhecimento. Entretanto, Leonardo ainda continua desaparecido, assim como a embarcação em que os dois saíram para ver juntos o pôr do sol.

Uma janela compatível com a da embarcação também foi localizada. Ela estava boiando e foi encontrada por um pescador, aumentando ainda mais o mistério.

Como a perícia não encontrou sinais de violênca no corpo de Cristiane, a Polícia Civil suspeita que o barco onde estava o casal desaparecido em Angra dos Reis tenha tenha afundado. A embarcação não foi encontrada nas buscas feitas ao longo da semana. De acordo com o delegado, a localização do barco será fundamental para esclarecer o caso:

— Enquanto não encontrarmos o barco, não descartamos nada. Mas há indícios de naufrágio.



Fonte: Fonte: Jornal Extra