Polícia faz operação no Morro da Serrinha horas após tiroteio que deixou dois mortos em Madureira

0
1


Pouco menos de 12 horas após duas pessoas morrerem e outras três ficarem feridas no Parque Madureira, na Zona Norte do Rio, em um ataque de criminosos contra um grupo que jogava futebol em um espaço de lazer, a Polícia Militar faz uma operação no Morro da Serrinha, em Madureira, na manhã desta terça-feira, dia, 23. Há relatos de trocas de tiros na região. No entanto, não há registros de pessoas feridas ou presas.

Por conta da operação policial, a Avenida Ministro Edgard Romero chegou a ficar interditada momentaneamente e o trânsito ficou intenso na região. Nos últimos dias, moradores relataram confrontos nos morros da Serrinha e do Cajueiro. Na região, há uma disputa pelos pontos do tráfico de drogas. Bandidos também atearam fogo em barricadas feitas com pneus e pedaços de madeira para impedir o acesso da PM.

Nesta manhã, a Polícia Militar informou que “desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (23/3), equipes 9ºBPM (Rocha Miranda) juntamente com policiais do 2° Comando de Policiamento de Área (CPA) realizam uma operação na Comunidade da Serrinha. As ações têm como objetivo coibir ações criminosas e checar denúncias na região”, diz o comunicado.

Até o momento, não há informação de prisão ou apreensão.

Invasão com mortes e feridos

Na noite de segunda-feira, dia 22, duas pessoas morreram e pelo menos três ficaram feridas durante um ataque ocorrido no Parque Madureira, na Zona Norte do Rio, na noite desta segunda-feira. Segundo testemunhas, as vítimas participavam de um jogo de futebol em um campo dentro da área de lazer quando criminosos invadiram o local e abriram fogo.

Duas pessoas morreram no canto de futebol Foto: Reprodução

Ainda de acordo com relatos, os autores dos disparos estavam encapuzados e portavam fuzis, e já teriam descido de um carro não identificado atirando contra quem estava no campo. O espaço fica na área de expansão do Parque Madureira, no bairro de Honório Gurgel, em uma área que corta a comunidade da Palmeirinha. Os feridos foram socorridos para o Hospital municipal Albert Schweitzer, em Realengo; para o Hospital estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes; e para UPAs da região.

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Homicídios da capital, que investigará o caso. A cena do crime está protegida para que agentes da especializada possam realizar a perícia.



Fonte: Fonte: Jornal Extra