Polícia diz que acusado por moradores não está envolvido no sumiço de meninos em Belford Roxo; ônibus é incendiado

0
10


Um homem foi levado para a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) na noite de segunda-feira após ser acusado por moradores pelo desaparecimento de três crianças no dia 27 de dezembro no bairro Castelar, em Belford Roxo. Durante depoimento na especializada, ele negou qualquer envolvimento no crime e disse ter sido agredido por parentes dos meninos e vizinhos. Em nota, a Polícia Civil informou que o “suposto envolvimento dele com o crime se trata de notícia falsa. Segundo apurado, ele não tem qualquer relação com o caso”. No início da tarde, um ônibus foi incendiado na rua da DHBF em protesto.

Sem registro: Meninos desaparecidos em Belford Roxo não foram registrados em mais de 40 câmeras analisadas

O delegado responsável pela investigação, Uriel Alcântara, pediu cautela no caso.

— A mera acusação sem fundamento já é preocupante. Precisamos de cautela na divulgação de informações sobre o caso e vamos analisar com calma a situação — ressaltou o delegado.

Pistas falsas: Trotes e até tentativa de extorsão dificultam localização de meninos desaparecidos na Baixada

Um parente do homem também esteve na delegacia na manhã desta terça-feira. Familiares de Lucas Matheus, de 8 anos, Alexandre da Silva, de 10, e Fernando Henrique, de 11, estão na porta da DHBF há mais de 12 horas e cobram informações dos investigadores.

No domingo (10), a polícia fez mais uma busca na cidade por pistas que levassem ao paradeiro dos meninos. Até semana passada, policiais já haviam analisado imagens de mais de 40 câmeras de segurança que poderiam ter registrado o trio, mas nenhuma delas flagrou os meninos.

Investigação: Delegado não descarta nenhuma hipótese sobre desaparecimento de três meninos na Baixada Fluminense

Denúncias que possam ajudar nas investigações devem ser realizadas pelos telefones do Disque Denúncia: 2253-1177; Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense: 2779-6902 / 5834 ou 98596-7442; e o programa SOS Crianças Desaparecidas da Fundação da Infância e Adolescência (FIA): 2286-8337 e 98596-5296.

Ônibus é incendiado na rua da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense como protesto em caso de meninos desaparecidos Foto: TV Globo / Reprodução

Protesto na porta da DHBF

Um ônibus foi incendiado na rua da delegacia de homicídios pouco antes das 13h desta terça-feira, dia 12. As famílias dos três meninos desaparecidos teriam colocado fogo no coletivo, segundo informações do “RJ TV”, da TV Globo.

O veículo está muito próximo da fiação elétrica suspensa e em frente a um depósito de gás, segundo a reportagem.. A rua está interditada e teve o policiamento reforçado para contar convencer as famílias a deixarem o local.

O homem apontado pelo desaparecimento das crianças e a esposa dele permanecem na DHBF. Eles prestaram depoimentos nesta manhã mas não deixam o local por medo da reação das famílias dos meninos, segundo o “RJ TV”. A polícia garante que a acusação sobre o envolvimento do homem no caso é falsa.

Polícia Militar reforça policiamento em protesto em rua da DHBF onde ônibus foi incendiado
Polícia Militar reforça policiamento em protesto em rua da DHBF onde ônibus foi incendiado Foto: TV Globo / Reprodução



Fonte: Fonte: Jornal Extra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui