Polícia divulga imagens de foragidos envolvidos na morte de dupla em posto no Centro de Curitiba

175

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), por meio da delegada Tathiana Guzella, que investiga o homicídio ocorrido no fim da tarde da última quinta-feira (11) em um posto de gasolina entre os bairros Centro e Batel, em Curitiba, divulgou novas imagens de dois suspeitos envolvidos no assassinato do advogado Igor Martinho Kaluff, de 40 anos, e Henrique Mendes Neto, de 38, supostamente por causa de uma dívida. As imagens foram divulgadas no fim da tarde desta segunda-feira (15) e os dois atiradores já são considerados foragidos.

Imagens gravadas pelas câmeras de segurança do posto de combustível, no Centro de Curitiba. Foto: Divulgação/PC

Três homens já foram identificados pela DHPP como envolvidos no assassinato da dupla e um deles, que seria o mandante, foi preso durante a madrugada do dia 12, na sexta-feira, em menos de 10h do crime ter acontecido. A captura foi feita na casa do suspeito em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Os outros dois, que a polícia procura, são irmãos: Ilson Bueno de Souza Junior, de 40 anos, e André Bueno de Souza. De acordo com a delegada Tathiana Guzella, foram realizadas buscas nesta segunda-feira (15), mas justamente por não terem chegado aos criminosos a polícia decidiu divulgar as imagens dos foragidos que deverão responder por homicídio qualificado.

Foto: Divulgação/DHPP

“Fomos ao sobrado dos irmãos cumprir o mandado de busca e vimos que o imóvel estava abandonado. Contudo, na parte superior da casa havia um quarto um pouco arrumado, que acreditamos ter servido como esconderijo deles”, explicou a delegada.

A delegada ainda afirmou que os dois possuem antecedentes criminais relacionados a tráfico de drogas e roubo de cargas.

“Já havíamos solicitado que se apresentassem, mas não aconteceu. Os mandados foram expedidos e agora estamos procurando a dupla para que tenhamos as versões deles. Não queremos cometer injustiças”, afirmou.

Guzella relatou que durante esta semana outras pessoas serão ouvidas e que mais provas chegarão à polícia, e que até o fim de semana o caso deve ser finalizado.

Relembre o caso

O crime, que tirou a vida do advogado Igor Martinho Kaluff e do Henrique Mendes Neto, aconteceu no fim da tarde da última quinta-feira (11) em uma loja de conveniências de um posto de gasolina na Avenida Vicente Machado com a rua Brigadeiro Franco, no limite entre os bairros Batel e Centro, em Curitiba. Ambos foram mortos a tiros e câmeras de segurança do local flagraram toda a ação, que ajudaram na identificação dos foragidos.

Nas imagens, é possível ver que Ilson Bueno, o homem de barbas longas, sem máscara e que usa camiseta com uma caveira estampada, é o segundo a atirar. Quem chega, disfere coronhadas contra uma das vítimas e atira primeiro, seria André.

De acordo com a investigação da DHPP, o crime teria sido motivado por uma dívida no valor de R$ 480 mil em pedras preciosas e que uma reunião teria sido marcada no posto de gasolina entre a vítima e o possível mandante.

A delegada afirmou em entrevista à Banda B que cinco pessoas teriam participado da ação que culminou na morte dos dois rapazes. “Nós temos uma cena criminosa onde as duas vítimas não estavam armadas, foram para uma reunião cobrar uma conta, os cinco homens que chegam, três de uma vez só, e mais dois que chegam no posto. Um deles sabia da cobrança e do esquema”, explicou.


Fonte: Banda B