Polícia Civil prende quadrilha especializada em aplicar golpes em turistas no Galeão

0
179


Três homens que integravam uma quadrilha especializada em aplicar golpes em turistas no Aeroporto Internacional Tom Jobim, conhecido como Galeão, foram presos pela Polícia Civil nesta segunda-feira, dia 23.

O trio foi autuado por estelionato, associação criminosa e exercício ilegal de profissão ou atividade. Eles foram identificados como Osmar de Faris Leodoro, que se passava por taxista e possui uma anotação criminal, Sávio Andrade Ornellas, que agia como o “maleiro” e tem seis anotações, e Flavio Antonio Monteiro da Rocha Junior, com duas anotações.

Foram apreendidos uma quantia em dinheiro de R$ 3.528, um veículo marca GM/Prisma, duas máquinas de cartão e uma tabela com valores bem acima do praticado pelos taxistas credenciados.

Quadrilha usava táxi pirata para aplicar golpes no Aeroporto do Galeão Foto: Divulgação / Polícia Civil

A ação, coordenada pelo delegado titular da Delegacia do Aeroporto, Adriano França, deu continuidade às investigações iniciadas a partir da prisão em flagrante de dois “maleiros” em 15 de setembro. Com eles havia com grande quantia em reais, dólares e euros.

Segundo a unidade, o trio preso nesta segunda praticava os golpes por “várias décadas”.

A polícia informou que um casal foi vítima de estelionato neste mesmo dia. Os investigadores então analisaram imagens de câmeras de segurança e identificaram dois “maleiros” e o homem que se passava por taxista. O crime de câmbio ilegal, por sua vez, deve ser apurado pela Polícia Federal.

As vítimas em questão se dirigiram ao Galeão por engano, pois tinham passagens para o Santos Dumont. Nervosas, foram abordadas pela quadrilha e convencidas a ir no “táxi” até o aeroporto correto. A corrida lhes custaria R$140, valor bem superior ao que deveria ser cobrado pela prática oficial, sendo que parte do dinheiro arrecadado ficaria com a dupla responsável por atrair vítimas.



Fonte: Fonte: Jornal Extra