Um pai matou as duas filhas, de 5 e 6 anos, após fazê-las reféns dentro da casa da família, no município de Avaré (SP). A informação foi confirmada à reportagem pelo Corpo de Bombeiros no fim da tarde desta terça-feira (24).

De acordo com um representante da corporação, tudo indica que o pai, apesar de negociar com a polícia por várias horas, não manteve as crianças vivas por muitas horas.

“O corpo das crianças demonstrava uma rigidez que não é de uma morte que ocorreu agora há pouco”, disse o tenente-coronel Gonçalves, em entrevista à TV Bandeirantes.

Foto: Reprodução/TV Bandeirantes

Agentes do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais), acionados por volta das 11h (horário de Brasília) desta terça, negociaram com o homem durante toda a tarde, acreditando que as crianças ainda estavam vivas.

O homem, porém, se negava a dar provas de que elas estivessem bem e ameaçava explodir a residência usando o gás de cozinha. A corporação detectou, no entanto, que ninguém além do pai estava se movimentando pela casa, o que motivou os agentes especiais a invadirem o local.

“As crianças já não tinham expressão de qualquer sinal de vida”, afirmou o tenente-coronel Gonçalves. “É um resultado não desejado por todos nós. Acima de tudo, somos seres humanos”, lamentou.

Os Bombeiros chegaram ao local, de forma preventiva, após receberem relatos das ameaças de explosão anunciadas pelo criminoso. O homem foi preso em flagrante.