Operação de fiscalização do Detran-RJ contra pegas de veículos na Barra da Tijuca autuou 53 condutores nesta quinta

0
12


Uma operação de fiscalização do Detran-RJ contra pegas de veículos que vem ocorrendo na Avenida das Americas, na Barra da Tijuca, terminou com 53 autos de infração emitidos. Segundo o órgão de trânsito, ao todo foram abordados 75 carros na blitz desta quinta-feira, dia 28. Com o apoio da Polícia Militar, a ação começou às 22h e terminou às 2h da madrugada desta sexta.

De acordo com o órgão, as irregularidades mais comuns foram automóveis e motos com licenciamento anual vencido e motoristas com carteiras de habilitação vencida. O Detran informa que no trecho onde foi realizada a blitz, em frente ao Campo Olímpico de Golf, na altura do número 1000, moradores têm denunciado a realização recorrente de pegas, o que põe em risco a segurança de motoristas e pedstres da região. A Coordenadoria de Fiscalização (Cfis) da instituição informou que fará outras blitzes na área para impedir que os pegas venham a se repetir.

A blitz, realizada na Avenida das Américas, na altura do Campo de Golfe Olímpico, ocorreu entre 22h e 2h

Em consonância com a lei estadual 8.427/19, os condutores multados terão prazo de sete dias úteis para regularizar os veículos e comprovar ao Detran resolução dos problemas. Passado o período, aqueles que não quitarem as pendências vão ter seus veículos proibidos de circular.

Fiscalização ocorreu após denúncia de moradores da região que temem pela própria segurança
Fiscalização ocorreu após denúncia de moradores da região que temem pela própria segurança Foto: Detran-RJ / Reprodução

O Detran também informa que estará atento à modificações irregulares nas característica dos veículos, como rebaixamento de suspensão, abertura de escapamentos e ‘envenenamento’ de motores. Todos os motoristas flagrados com veículos nessas condições serão autuados, e os veículos serão retirados de circulação. Outras operações em todo o Estado do Rio para coibir motocicletas com escapamentos adulterados.



Fonte: Fonte: Jornal Extra