Namorado de garota que morreu após empinar moto diante de viatura da PM é preso ao fazer a mesma coisa em Curitiba

0
39


Um jovem, de 19 anos, foi preso após ser flagrado por policiais militares empinando uma motocicleta por volta das 9h30 deste domingo (04). O veículo não tem os retrovisores, nem placa de identificação e o condutor não é habilitado. A infração aconteceu na Rua Eugênio Pedro Quartarolli, no bairro Barreirinha, em Curitiba.

Foto: Antônio Nascimento/Banda B

O soldado Parizotto, da Polícia Militar (PM), contou em entrevista à Banda B que uma equipe fazia patrulhamento pela região e a motocicleta sem identificação chamou a atenção dos policiais. “A equipe se aproximou sem que o indivíduo percebesse e ele acabou empinando a moto na frente da viatura. Isso caracteriza crime de trânsito previsto no Código de Trânsito Brasileiro, já que ele realizou malabarismo sobre uma roda”, disse o soldado.

Na abordagem, além da falta da carteira de habilitação (CNH), foi constatado que o rapaz já tem passagens pela polícia.

Raissa Alves

O jovem teria sido namorado de Raissa Alves, de 20 anos, que também foi flagrada pela PM empinando uma motocicleta e morreu no hospital recentemente.

“Ele acabou relatando pra gente que era namorado da menina que recentemente acabou falecendo e até se emocionou bastante quando contou esse fato pra gente. Ele disse que costuma fazer esses malabarismos com certa frequência para desafiar as leis e autoridades”, revelou Parizotto.

De acordo com a Polícia, a menina fugiu de uma perseguição ao ser vista empinando uma motocicleta na frente da viatura da PM, em Curitiba, no dia 16 de junho.

Foto de Raissa nas redes sociais – Reprodução

Ainda Segundo a polícia, a jovem durante a fuga cruzou vias preferenciais, passou por caneletas exclusivas de ônibus e bateu, quadras depois, contra um veículo Siena, na Rua Antônio Lago, esquina com a Rua Nossa Senhora de Nazaré, no bairro Boa Vista. Raissa estava internada no Hospital Cajuru desde o dia do acidente.

Redes sociais

Em um perfil nas redes sociais, o suposto namorado aparece em vídeos e fotos empinando sua moto. Na descrição do perfil, ele escreveu “244 não é CRIME! Grau é arte”. O número faz referência ao artigo no código de trânsito sobre infrações na condução de motocicletas.

Foto: Reprodução/Instagram

O motociclista foi encaminhado para a Delegacia de Delitos de Trânsito (DEDETRAN), onde vão ser tomadas as medidas cabíveis.





Fonte: Banda B