Mulher envolvida em ‘barraco’ no Leblon irá registrar queixa por difamação

0
27


A influenciadora digital Priscilla Dornelles irá fazer um registro de ocorrência por calúnia e difamação contra a arquiteta Aline Cristina Araújo Silva, nesta terça-feira (6), na 14a DP (Leblon). Ela estava de biquíni no banco da frente do conversível do engenheiro de produção Wilton Vacari Filho, na sexta-feira (25), quando, ao passar pela Rua Dias Ferreira, o carro foi alvejado por garrafas d’água arremessadas por Aline. Em rede social, ela disse que queria “apagar o fogo” do trio, que estava protagonizando cenas de “atentado ao pudor”.

— A arquiteta fez diversas insinuações, dizendo inclusive que as meninas eram garotas de programa e estavam drogadas. Iremos registrar os crimes contra a honra cometidos por ela, de modo qualificado, visto que as ofensas foram publicados no Instagram — explicou o advogado Renan Pacheco Canto, que também representa Wilton e a empresária Scheila Gmack, que estava no banco de trás do conversível, agrediu Aline e teve o biquini arrancado pelo namorado dela.

Na última sexta-feira, Aline esteve na 14a DP para prestar depoimento no procedimento que apura a suposta difamação cometida por ela contra Wilton. A moça, no entanto, preferiu só prestar em juízo declarações sobre a acusação. De acordo com a delegada Natacha Alves de Oliveira, titular da 14ª, o caso será enviado ao IV Juizado Especial Criminal do bairro, onde o processo irá tramitar.

Priscilla em foto na sua conta do Instagram

Segundo o depoimento prestado pelo engenheiro, ele, Priscilla e Scheila voltavam de um passeio em uma lancha e passaram, por volta de 20h, pelo restaurante Togu, onde Aline estava com parentes e amigos em uma mesa.

Enquanto dançavam e se beijavam, a arquiteta teria ficado incomodada. Em um vídeo publicado no dia seguinte, ela deu sua versão. “Nós vivemos em uma sociedade e temos que ter respeito pelo outro”, disse ela, que completou: “Os três estavam fazendo preliminares, parecendo um filme pornô bem ali na nossa frente, de camarote”, narrou, afirmando ainda que o fato estava sendo repudiado com xingamentos por “toda a rua”.

Na delegacia, Wilton negou que tenha trocado “carícias e carinhos” com as moças, mas disse que chegou a beijá-las no carro, de forma rápida, justamente por estar dirigindo. Ele ressaltou que não teve qualquer comportamento que pudesse “atentar contra as pessoas que visualizavam a cena”.



Fonte: Fonte: Jornal Extra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui