Mulher é presa suspeita de mandar matar de haitiano

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Uma mulher foi presa, na manhã desta sexta-feira (6), em Curitiba, suspeita de mandar matar um haitiano em fevereiro de 2022.

Pety Falah de 27 anos, foi morto a tiros dentro de um carro no bairro Alto Boqueirão, em Curitiba, na madrugada de 28 de fevereiro. A vítima saía de uma festa de carnaval de um dos bares da Rua Wilson Dacheux Pereira – veja o momento da prisão da mulher na reportagem.

Reprodução/ Vídeo

O crime aconteceu por volta das 4h. Câmeras de segurança registraram a ação do atirador.

É possível ver nas imagens quando um homem de blusa de moletom vermelha e com a cabeça coberta pelo capuz chega correndo com a arma em punho e atira várias vezes contra o carro onde está a vítima.

“As informações que temos, é que a vítima foi dançar com uma moça na casa noturna. A moça de sentiu ofendida e chamou o irmão. O irmão procura um traficante, conhecido como Senhor das Armas, que leva uma pistola semiautomática para o local e a vítima perde a vida dentro de um veículo Uber”, explicou o delegado Tito Barrichello, da Polícia Civil.

O momento da prisão da suspeita – Djalma Malaquias – Banda B

Segundo o delegado, a mulher, presa preventivamente nesta sexta, seria a moça que não teria gostado da intervenção do rapaz haitiano.

“Essa mulher seria a mandante. É o nosso intendimento do poder judiciário também”, disse.

Barrichello disse que as investigações da Polícia Civil seguem para encontrar o atirador e demais envolvidos. De acordo com o delegado, o Senhor das Armas, citado por ele, seria um adolescente, que já está morto. Mas que a pistola utilizada no crime pode ter sido alugada.

“Hoje nós temos a questão da locação de armas em Curitiba. Vários criminosos preferem locar as armas porque evita que através da perícia se chegue aos responsáveis pelos homicídios”, detalhou.





Fonte: Banda B