Mulher é esfaqueada, pula de carro e morre em hospital em Campos dos Goytacazes; marido é preso

0
22


A enfermeira Kissila Goudard, de 32 anos, foi assassinada a facadas na manhã desta segunda-feira, dia 15, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. A vítima chegou a pular de um carro em movimento para se salvar, mas morreu ao chegar ao Hospital Ferreira Machado. O principal suspeito é o marido dela, Guilherme Maciel, de 35 anos, que fugiu, mas foi encontrado pela polícia e acabou preso. Antes de perder a vida, a mulher contou aos bombeiros que a atenderam que foi atacada pelo esposo, com quem se casou em dezembro de 2020. O caso é investigado pela 134ª DP (Campos).

Feminicídio: Mulher é vítima de feminicídio em Belford Roxo: ‘Ele não tirou só a vida dela, acabou com a vida da minha família’, diz irmã

Kissila era mãe de três filhos do primeiro casamento. O corpo da enfermeira está sendo velado nesta terça-feira, dia 16, no Cemitério Campo da Paz. O sepultamento está marcado para 11h. Pelas redes sociais, a filha dela mais velha, Luana Paineiras, fez postagens emocionadas para exaltar a mãe e o quanto irá sentir falta dela. Antes de o padrasto ser preso, ela pediu ajuda para que informações sobre o local onde ele estava escondido fosse informado para polícia.

“Eu te amarei para sempre, mãe. Você era linda, incrível, batalhadora, tudo que conquistou foi com tanto esforço. Te amarei até os confins da terra. Não consigo acreditar que você se foi”, disse a jovem, antes de pedir auxílio para encontrar o suspeito. “Esse homem assassinou a minha mãe hoje. E eu não consigo nem descrever a tristeza e a dor que eu estou sentindo.

Vítimas no Rio: Número de mulheres vítimas de violência doméstica no Rio foi de 250 por dia durante a pandemia da Covid-19

Segundo a Polícia Militar, agentes do 8ºBPM (Campos dos Goytacazes) foram acionados após a vítima dar entrada no hospital. Logo após ser confirmado que a mulher foi atingida por uma arma branca, ela não resistiu aos ferimentos e morreu. A partir dos dados colhidos e informações de inteligência, os agentes iniciaram buscas a um homem suspeito de envolvimento no crime. Na ação, um carro que teria sido usado foi encontrado carbonizado e apreendido. Na parte da noite, o 8ºBPM recebeu denúncias sobre a possível localização do procurado, que foi detido no bairro Travessão, em Campos. Ele foi conduzido para a 134ª DP (Campos), que investiga o caso.

Filha da vítima fez postagem pedindo ajuda para encontrar o padrasto, suspeito do crime Foto: Reprodução / Facebook

Aniversário do filho três dias antes de morte

Três dias antes de ser esfaqueada, no dia 12 de março, a enfermeira comemorou o aniversário de um dos filhos. O dia especial, aliás, foi um motivo para o suspeito, que é motorista de aplicativo, fazer uma postagem para festejar o enteado, inclusive com fotos da família. Também era comum que Guilherme usasse passagens bíblicas e textos ligados a Deus para se declarar a sua mulher. Em todas as postagens, há comentários de amigos e conhecidos da vítima criticando o homem e o chamando todo tempo de “assassino”.

Filho órfão: Vítima de feminicídio na Baixada deixa filho de 10 anos, que já perdeu o pai; ex-namorado está preso

“Crueldade! A irmã dela é mãe do meu primo. Alguns anos atrás, ela perdeu o irmão também assassinado. Há dois anos, a mãe também faleceu. E hoje a Kissila morre da forma mais covarde. Que esse monstro pague pelo que fez. Deus esteja com a irmã e toda família e principalmente os filhos!”, disse uma amiga da família.

“Sua mãe foi uma mulher guerreira. Mesmo no seu último minuto, ela conseguiu colocar esse verme na cadeia. Agora ela vai em paz. Missão comprida”, disse outra amiga.

“Ví que ele já foi preso. Sinto por vocês. Não deixe que esse ato covarde mude sua jornada. O amor de sua mãe foi muito maior. Ela, tanto quanto vocês, foram vítimas de um fraco e covarde. Não deixe que esse ato imundo mude sua caminhada, para honrar o amor que sua mãe deixou pra vocês. Supere deixando cravado em seu coração o amor de sua mãe. A ira, deixe pra ele, o fracassado. Carregue em seu coração o amor. O ódio e a mágoa que ele carregue pro resto da vida. Continue a sonhar os sonhos dela, continue a sonhar seus sonhos. Deus está contigo. E não vá contra porque Deus deixou acontecer: ele sabe toda as coisas. Orando por vocês”, escreveu uma amiga.

Kissila Goudard, de 32 anos, se casou com Guilherme Maciel, de 35, em dezembro de 2020
Kissila Goudard, de 32 anos, se casou com Guilherme Maciel, de 35, em dezembro de 2020 Foto: Reprodução / Facebook



Fonte: Fonte: Jornal Extra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui