Motorista diz à polícia que amigo tinha intenção de tocar em ciclista assediada no PR

0
16


Em depoimento à Polícia Civil nesta quarta-feira (29), Deivid Figueiredo Pereira, o motorista do carro no qual o passageiro passou a mão em uma ciclista na cidade de Palmas (PR), no último domingo (26), confirmou a intenção do homem em atacar a jovem, de acordo com a polícia.

O jovem de 21 anos se apresentou à delegacia acompanhado de um advogado e não ficou preso, já que não há mandado de prisão e ele se apresentou espontaneamente. Segundo o delegado da Polícia Civil de Palmas, Felipe Silva de Souza, Pereira ainda afirmou que não se aproximou da vítima com a intenção de facilitar a ação do suspeito.

O motorista do carro, prestou depoimento logo depois, e contradisse a versão em algumas partes do depoimento. Segundo o delegado, o condutor afirmou não ter intenção de colaborar com a ideia, embora soubesse da intenção do carona. Ainda assim, o condutor puxou o veículo em direção à moça, segundo ele, para dar passagem a outro carro que seguia atrás. No entanto, segundo o delegado, a via é larga, e as imagens da câmera de segurança não deixam dúvidas de que não era necessário um deslocamento naquela intensidade para dar passagem a outro veículo, informa o portal Taroba News.

O delegado ainda afirmou que o condutor pode sim ser considerado coautor do crime, por conta do ato de deslocar o carro a ponto do carona tocar na mulher, disse ainda, que no depoimento o condutor afirmou não ter saído em alta velocidade, versão diferente da contada pelo irmão, também em depoimento.

Segundo a Polícia Civil, o motorista deve responder por importunação sexual e lesão corporal.

Quatro no carro

Segundo o delegado, já foram identificados os quatro homens que estavam no carro, o motorista e o irmão dele, um adolescente que estava no banco de trás. Os dois se apresentaram à polícia nesta manhã e prestaram depoimento sobre o caso.

O primeiro a ser interrogado foi o passageiro que estava no banco de trás do veículo, que é menor de idade. Segundo ele, a ideia de realizar o ato partiu do passageiro do banco da frente, e o condutor não queria participar. O adolescente ainda disse, que depois que a ciclista caiu, o irmão saiu em alta velocidade para fugir do local e que as demais pessoas que estavam no carro haviam ingerido bebida alcoólica.

O proprietário do veículo, que é pai dos dois suspeitos que se apresentaram nesta quarta-feira, também já foi ouvido. Segundo ele, o filho pegou o carro sem consentimento. Nos próximos dias, a Polícia Civil deve ouvir as testemunhas do fato, que prestaram socorro à vítima após a queda.

O autor do toque foi autuado em flagrante e segue preso.

Assista ao depoimento do delegado AQUI





Fonte: Banda B