Ladrão higieniza mãos com álcool em gel antes de furtar celular no Centro; assista

0
21


Imagens de uma câmera de segurança flagraram o momento que um homem furtou com tranquilidade um telefone celular em um edifício comercial no Centro de Curitiba. (Assista no final) Antes da ação, ele higieniza as mãos com álcool em gel, enquanto disfarça.

Foto: Reprodução.

O caso aconteceu no dia 3 de setembro e a Banda B teve acesso ao vídeo na manhã desta segunda-feira (27). Em outra ocasião, 20 dias depois, o mesmo homem teria agido com a ajuda de uma comparsa. A ação também foi registrada (Assista no final). A identidade dos suspeitos não foi revelada*

Na primeira situação, como mostra o vídeo, o homem entra no prédio às 17h55, vai até o balcão da portão e higieniza as mãos com álcool em gel, enquanto disfarça e observa se há alguma movimentação.

Ele ainda permanece um tempo mexendo no aparelho. O porteiro e dono do telefone disse para a reportagem que acredita que ele estava tentando desligar o aparelho.

A maior preocupação do porteiro foi uma possível movimentação financeira pelo aplicativo do banco no celular, mesmo com a necessidade de informar senha para acessar.

“Primeira coisa que pensei foi no banco. Fui lá e tirei todo meu dinheiro do banco, na mesma hora. A gente sabe que esses vagabundos são expertos, né?”

disse.

O funcionário do prédio garante que a portaria ficou sozinha por poucos segundos, enquanto ele se deslocou até um outro balcão, para registrar o recebimento de uma encomenda.

“Ali na portaria a gente recebe as encomendas, só que a gente tem que se deslocar para ir a um outro balcão assinar as coisas que chegam. Nisso, fui lá, e vi que entrou uma pessoa. Quando voltei lá, cadê? Não tinha nada, tinha roubado, pegou meu celular.”

Outra ação

O mesmo homem que aparece nas primeiras imagens, roubou um celular na recepção de outro edifício da capital, no último dia 23, pela manhã. Neste, ele tem a ajuda de uma comparsa. Por volta de 8h30, a câmera flagra a chegada da dupla.

Cada um se posiciona em uma extremidade do balcão. Enquanto a mulher distrai a atenção do recepcionista, em um momento oportuno o homem pega o aparelho, que está do lado de dentro do balcão. Momentos depois ele se afasta e a mulher segue atrás.

*A lei de abuso de autoridade proíbe divulgação de nomes e imagens de presos.

Vídeos





Fonte: Banda B