Ladrão de casa foge ao ver policiais, não acata a abordagens e morre em confronto na CIC

0
17


Um suspeito de participar de um roubo a uma casa na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), durante à manhã desta segunda-feira (1º), morreu em confronto com policiais do Bope (Batalhão de Operação Policiais Especiais). Segundo à Polícia Militar (PM), o homem, ao ver a aproximação das viaturas, se escondeu em um matagal ao lado da rua Brasilio Ansay, no conjunto Osvaldo Cruz. No entanto, foi encontrado e não acatou a duas abordagens policiais.

Além dele, a PM informou sobre a participação de outros dois comparsas no roubo na CIC. Um deles, foi preso no local. O outro, porém, conseguiu escapar e segue sendo procurado pelo patrulhamento na região.

 

O local do confronto na CIC. Foto: Marcelo Borges/Banda B

 

O roubo aconteceu entre às 10h30 e 11 horas. A denúncia sobre o crime chegou à PM pelo número 190. Imediatamente, as equipes foram até o local e encontraram os suspeitos. “O caso aconteceu na Vila Nossa Senhora da Luz. Após entrarmos na residência, dois deles conseguiram fugir porque quebraram as janelas dos fundos. Um deles, que estava no carro de fuga, nós prendemos na hora”, iniciou o capitão Paulo Alexandre, do Bope, à Banda B.

Em seguida, o suspeito que morreu no confronto, foi em direção ao matagal. Ele, porém, foi visto por um morador da região que indicou aos policiais para onde o ladrão fugiu. Os policiais foram atrás e fizeram uma primeira tentativa de abordagem que não foi atacada e terminou na primeira troca de tiros.

“Então, ele correu para dentro do mato. Nós o abordamos novamente e ele não aceitou. Com a nova troca de tiros, o suspeito morreu no local”, disse o capitão.

Local

Uma moradora da região explicou que o local é muito usado para passagem das pessoas. À Banda B, a mulher, que não quis ser identificada, também afirmou que o matagal é tranquilo, embora seja usado para “coisas do bem e do mal”.

“Eu ouvi quatro tiros, com certeza. Aqui é tranquilo, mas em partes. Neste mato há muita sujeira, é todo aberto e não temos controle. Mas, este ‘bosque’ é usado para ir aos bancos, ao terminal, e demais finalidades no bairro”, contou. “Eu já passei algumas vezes, mesmo sendo perigoso. No entanto, agora eu só passo de carro por aqui”, concluiu.

Procurado

Alexandre, no fim, pediu colaboração com denuncias que levem ao paradeiro do terceiro envolvido no crime. Segundo ele, as equipes continuam na CIC para acha-lo. As denúncias podem ser feitas ao número 190.

Identificação

O suspeito que morreu, de acordo com a PM, possuí cerca de 20 anos. O Instituto Médico Legal (IML) irá recolher o corpo.

Vídeo

O repórter Marcelo Borges esteve no local do confronto e registrou a movimentação no bairro.

 



Fonte: Banda B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui