Jovem que ameaçava ex-companheira de morte invade casa, mas é recebido a tiros por ela

0
28


Um jovem de 24 anos foi baleado pela ex-companheira, alvo de ameaças e agressões, na noite desta terça-feira (12), no bairro Tatuquara, em Curitiba. Ele foi atingido por dois tiros ao conseguir entrar na casa dela. Depois disso, a mulher fugiu antes da chegada da polícia. Horas antes da invasão, a ex teria ido até a Delegacia da Mulher pedir ajuda diante das ameaças.

A mulher mora em uma casa na Rua Conceição Maria Vieira da Rosa e estava se relacionando com o jovem há cerca de um ano e meio. Ele usa tornozeleira eletrônica e passou a apresentar comportamento agressivo logo após decidirem morar juntos.

Foto: Banda B

Dentro de um ano, a mulher já tinha confeccionado ao menos quatro boletim de ocorrência, onde denunciava agressões e ameaças. Mesmo o jovem deixando a casa onde eles moravam, as ameaças continuavam.

O tenente Tonezi do 13º BPM disse que ontem ele foi até a casa dela para cumprir as ameaças. “Ontem mesmo, essa mulher fez um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Mulher dizendo que estava sendo ameaçada pelo companheiro, sendo xingada e que romperia a tornozeleira eletrônica para matá-la. Na madrugada de hoje, ele veio até a casa dela para cumprir, mas ela revidou e efetuou dois disparos de arma de fogo contra ele”, descreveu.

Foto: Banda B

A mãe da mulher que atirou no ex confirmou à Banda B que o relacionamento da filha era conturbado. “Ele é muito ciumento. Ela disse pra mim que não aguentava mais as ameaças dele, dizia que era pra ele ir embora, que era pra mudar a tornozeleira dele para a casa da mãe dele e ele não aceitava. Até que ele foi embora, ela conseguiu expulsar ele, ainda foi agredida nesse dia. Ele levou os cartões dela, o celular, mas voltou depois. Não sei o que aconteceu, mas ele invadiu por trás, ela me ligou, eu disse que era pra chamar a polícia, mas não deu tempo. Ela me ligou dizendo que tinha atirado nele”, descreveu a mãe dela.

Sobre a arma usada pela filha, a mãe não soube explicar. “O que eu fiquei espantada é que eu não sabia que ela tinha arma, não sei de onde é essa arma”, completou a mãe.

Após os disparos, a mulher fugiu do local e não foi mais encontrada. Uma ambulância do Corpo de Bombeiros foi acionada e socorreu o homem ao Hospital do Trabalhador. Ele precisou ser entubado, está em estado grave e corre risco de morrer.



Fonte: Banda B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui