Um jovem de 18 anos foi detido e suspeito de agredir o gato da namorada, dentro do apartamento dela, no bairro Novo Mundo, em Curitiba. Segundo um vizinho, as agressões ao animal teriam começado no fim da tarde desta terça-feira (7) e seguido até o início da madrugada de quarta-feira (8).

Jovem foi encaminhado à Central de Flagrantes de Curitiba e agora responderá em liberdade a suspeita de agressão ao gato da namorada. Foto: Colaboração

A namorada do jovem estaria trabalhando em um shopping center e o suspeito estaria com o gato dentro do apartamento.

Um morador vizinho ouviu baralhos de algo batendo contra a parede e foi verificar o que estava acontecendo:

“Muito barulho nas paredes, como se fossem socos e pouco miado de gato. O gato não estava nem sobrevivendo e resolvi interferir porque sabia que rapaz já estava espancando ele há vários dias”, relatou o vizinho.

Ao questionar o jovem sobre o que estava acontecendo no apartamento, ele disse ao vizinho que não havia feito nada contra o gato.

“Mas falei pra ele que tinha tudo gravado, tudo em áudio. Ele disse que, sinceramente, tinha espancado muito, mas muito mesmo, o bichinho”, disse.

O vizinho então convenceu o suspeito de levar o gato a uma clínica veterinária localizado no bairro Água Verde. Ao chegar o local com o animal ferido, os veterinários acionariam a polícia.

O jovem de 18 anos foi encaminhado à Central de Flagrantes. No local, ele teria dito à policiais que batia no gato porque ele fazia xixi e cocô.

“Eu não sei o que passa na cabeça de um camarada desse porque até os seres humanos fazem xixi e cocô. Então um cara desse tem que ficar guardado dentro de uma casinha sem ter de fazer xixi e cocô também, né?”, questionou o vizinho.

O jovem vai responder em liberdade ao inquérito policial. A agressão a animal é crime e está previsto em Lei Federal.

O gato foi medicado e liberado para a namorada do agressor. Segundo a reportagem apurou, a moça vai representar contra o namorado.