Jovem é preso acusado de roubo cometido em Rio das Ostras num dia em que estaria trabalhando na Penha

0
17


Há mais de 40 dias, a família de Maycon Douglas Rodrigues Ferreira, de 25 anos, tenta provar a inocência dele num caso de roubo. O crime ocorreu em 13 de fevereiro de 2017, no município de Rio das Ostas. No entanto, nesse mesmo dia, ele estaria trabalhando na cidade do Rio.

Maycon Douglas está preso desde o dia 4 de setembro, quando a polícia cumpriu um mandado de prisão que estava aberto contra ele desde a época do crime. O rapaz, no entanto, sequer tinha conhecimento de que estava envolvido em algum processo. Muito menos que era considerado foragido.

Para tentar provar a inocência, a defesa de Maycon Douglas vai anexar aos autos uma foto de rede social, tirada no local de trabalho do rapaz, que é ajudante de transporte numa empresa localizada no bairro da Penha.

Foto foi postada por Maycon no dia do crime Foto: Reprodução

— Ele tem foto dentro da empresa, e o chefe dele naquela época lembra que ele estava lá. Ele entrava às 7h, não tinha como ter cometido o roubo, que foi um pouco depois das 9h — explica Milene Souza, 18 anos, namorada de Maycon.

Jovem não sabia que respondia por crime

De acordo com o advogado Márcio Carlos da Silva, Maycon Douglas foi apontado como coautor de um roubo em Rio das Ostras junto com o irmão. O rapaz, no entanto, já foi absolvido, mas Maycon nunca tomou conhecimento do fato, logo, nunca foi ouvido nem representado legalmente.

Depois da absolvição o irmão de Maycon, o processo foi desmembrado, e o ajudante de transporte continuou respondendo sozinho. O advogado agora tenta anexar a foto do jovem, feita no dia e num horário próximo ao do roubo, além de outras provas de que ele estava a pelo menos 3 horas de distância do local do crime.

— Vou protocolar esse material pessoalmente no cartório de Rio das Ostras na segunda-feira. Essa fotografia deixa o Maycon muito perto de provar a inocência — acredita Márcio Carlos da Silva.

Enquanto isso, o ajudante de transporte continua encarcerado. Depois de passar pelos presídios de Benfica e Tiago Teles, ele está aguardando o desenrolar do processo na Cadeia Publica Juiza Patricia, em São Gonçalo.

— Quando encontrei pela primeira vez com o Maycon, ele estava debilitado e depressivo. Agora está melhor, está esperançoso — diz o advogado.



Fonte: Fonte: Jornal Extra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui