Um integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC), considerada a maior facção criminosa do Brasil, foi flagrado com um verdadeiro ‘arsenal de guerra’ em seu apartamento na Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, na noite desta segunda-feira (4).

Foto: Cristiano Vaz/Banda B.

Ela era monitorado pela polícia por conta de várias passagens pelo sistema prisional estadual e federal e recebeu voz de abordagem dentro da residência dele, na Rua Limoeiro, no bairro Eucaliptos.

A ação teve apoio de equipes das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) do 17º Batalhão da Polícia Militar (BPM),

Dentro do apartamento, havia um grande armamento, de acordo com o capitão Paulo. Segundo o policial militar, foi encontrado na residência um fuzil AK 47, um tripé, uma luneta, um supressor de ruído, uma submetralhadora .40 com carregador caracol, uma carabina pura calibre 357, uma pistola 9 milímetros, aproximadamente três quilos de crack, 400 gramas de maconha, carregadores, munições e colete balístico.

“Um elemento de alta periculosidade. O indivíduo tinha um arsenal bastante considerável”,

diz.

O homem reagiu à abordagem no apartamento e ouve troca de tiros com a polícia. Ele foi baleado e morreu antes da chegada do socorro médico. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba e as armas entregues à Delegacia de Polícia Civil.