Imagens mostram momento em que policial federal abre fogo contra clientes em posto no Cristo Rei

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o policial federal Ronaldo Massuia Silva, de 43 anos, abre fogo contra clientes de um posto de combustíveis do bairro Cristo Rei, em Curitiba. Ronaldo é suspeito de atirar balear quatro pessoas, sendo que André Muniz Fritoli, de 32 anos, acabou morrendo durante o atendimento do Siate.

Nas imagens (cenas fortes), é possível ver Ronaldo atirando à queima-roupa contra as vítimas. Ele anda pela loja de conveniência e começa a mirar em quem estava no local e tentava se proteger. A Banda B teve acesso ao vídeo.

Foto: Reprodução.

Em depoimento, Ronaldo alegou legítima defesa e chorou ao falar com o delegado. Mesmo o advogado pedindo para que ele não comentasse, Ronaldo disse que está “emocionalmente abalado”. O fotógrafo André Muniz Fritoli, de 32 anos, morreu durante o atendimento do Siate.

A Banda B teve acesso ao depoimento do policial. O suspeito disse que agora se preocupa com a família e começou a chorar quando foi questionado pelo delegado sobre o que aconteceu.

“Eu estou emocionalmente abalado. (…) De alguma forma, no princípio das coisas, eu agi em legítima defesa. Só que assim, estou muito emocionalmente abalado. Eu estou muito ruim pelo meus filhos, pela minha namorada”, relatou em depoimento.

O fotógrafo André morreu com os tiros. As outras vítimas, Priscila e Eduardo, estão estáveis. Ela foi para o Hospital Cajuru e ele para o Hospital do Trabalhador.

O crime

O policial federal de 43 anos abriu fogo em um posto de combustíveis e acertou quatro pessoas, no bairro Cristo Rei, em Curitiba, na madrugada desta segunda-feira (2). De acordo com informações apuradas pela reportagem no local, o homem estava com sinais de embriaguez e foi questionar um segurança que estava trabalhando no estabelecimento. Houve grande tumulto, já que várias pessoas estavam no local no momento do crime.

Outro lado

A Banda B fez contato com a defesa do policial que informou que só se manifestará após as investigações.





Fonte: Banda B