Imagens de câmeras de segurança mostram assassino em série foragido no Sul do país

0
2


A Polícia Civil do Paraná divulgou imagens registradas por câmeras de segurança que mostram a movimentação de José Tiago Correia Soroka, de 33 anos, relacionadas às mortes de três homens, sendo duas em Curitiba, e uma no município Abelardo Luz, em Santa Catarina. Há mandados de prisão temporária abertos contra ele, que é procurado pelas autoridades. Como as vítimas seguem o mesmo perfil — são homossexuais que moram sozinhos — e foram mortas da mesma maneira — na cama de casa com sinais de asfixia — ele é considerado um assassino em série. A denúncia contra José Tiago, que se compara ao Coringa, partiu de um homem que sobreviveu, mas acabou sendo roubado, no último dia 11.

Os vídeos foram divididos conforme o dia de cada crime — classificado como latrocínio porque o suspeito levou consigo pertences das vítimas — ocorridos entre 16 de abril e 4 de maio.

O primeiro mostra uma sequência de vários ângulos de José Tiago em 27 de abril próximo ao prédio de David Júnior Alves Levisio, na capital paranaense. É possível observar sua chegada e saída do edifício, bem como mexendo no carro da vítima e indo embora andando.

O próximo vídeo mostra o suspeito, também em Curitiba, no dia 4 de maio, quando foi registrada a morte de Marco Vinício Bozzana da Fonseca. Ele aparece saindo do prédio da vítima com pertences dela, entrando em um táxi e, depois, andando a pé.

O terceiro vídeo mostra José Tiago em Almirante Tamandaré (PR) após abandonar o carro da vítima Robson Paim, morto em Abelardo Luz (SC) no dia 16 de abril.

De acordo com as investigações, o suspeito se aproxima das vítimas por meio de aplicativos de relacionamento. Ele começa trocando fotos para, em seguida, marcar um encontro na residência da vítima, onde as estrangula e, após o sufocamento, as cobre com cobertas.

Suspeito José Tiago Correia Soroka, de 33 anos, é procurado pela Polícia Civil do Paraná Foto: Divulgação / PCPR

A Polícia Civil do Paraná pede colaboração da população para localizar José Tiago Coreia Soroka. As denúncias podem ser feitas de forma anônima pelos telefones 197 da PCPR, 181 Disque Denúncia ou pelo 0800-643-1121, diretamente à equipe de investigação.



Fonte: Fonte: Jornal Extra